Jornal do Brasil

Economia

Brasil, um gigante regional desestabilizado pelas crises sociais

Jornal do Brasil

Quinto país do mundo em superfície e população, o Brasil - a nona economia mundial e também a nona nação com mais desigualdades - elegerá um novo presidente, depois de um mandato marcado pela recessão, um impeachment e um vendaval de denúncias de corrupção.

 

- SUPERFÍCIE: 8.514.876 km2

 

- SITUAÇÃO GEOGRÁFICA: 14.690 km de fronteiras terrestres (faz limite com todos os países sul-americanos, menos Chile e Equador) e 7.400 km de litoral no Atlântico Sul. A Floresta Amazônica ocupa metade do bioma (4,2 milhões de km2).

 

- POPULAÇÃO: 208,4 milhões de habitantes (2018). Destes, 51,8% são mulheres, 24,7% são menores de 18 anos, 15,5% têm 60 ou mais anos.

Brancos: 43,1% - Negros: 8,8% - Mestiços: 47,1% - 0,8% de indígenas e pessoas de origem asiática.

Cerca de 85% vive em áreas urbanas

 

- EXPECTATIVA DE VIDA: 76,2 anos (Homens: 72,7 - Mulheres: 79,8)

 

- CAPITAL: Brasília (3,1 milhões de habitantes). Outras principais cidades: São Paulo (capital econômica: 12,1 milhões), Rio de Janeiro (6,5 milhões)

(Dados: IBGE 2018)

 

- IDIOMA OFICIAL: Português

 

- RELIGIÃO: País com maior quantidade de católicos do mundo, apesar de queda no percentual de 73,6% em 2000 a 64,6% em 2010. Os cultos evangélicos progrediram de 15,4% a 22,2% no mesmo período.

 

- HISTÓRIA: Sob domínio português desde 1.500, monarquia independente em 1822 e República em 1889. A escravidão foi abolida em 1888. O regime militar durou de 1964 a 1985. Primeira eleição presidencial direta posterior ao regime militar em 1989. Treze anos de governo do PT, primeiro com Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) e depois com Dilma Rousseff, destituída em 2016 por manipulação das contas públicas.

 

- INSTITUIÇÕES POLÍTICAS: República Federativa, com 26 estados e um Distrito Federal (Brasília). Democracia presidencial. Presidente e vice-presidente eleitos por sufrágio universal, com mandato de quatro anos. Presidente: Michel Temer (MDB), inicialmente vice-presidente de Dilma.

 

- CORRUPÇÃO: 96º lugar (entre 180 países) no ranking de "percepção da corrupção" da Transparência Internacional. A Operação Lava Jato, lançada em 2014, revelou uma rede de subornos pagos pelas grandes empreiteiras a políticos de praticamente todos os partidos para ganhar licitações na Petrobras. Lula foi preso e paga desde abril de 2018 uma pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

 

- VIOLÊNCIA: 63.880 homicídios em 2017 (30,8 a cada 100.000 habitantes)

 

- ECONOMIA: Depois de um forte crescimento apoiado pelo altos preços das commodities agrícolas durante os anos Lula, o PIB começou a declinar, ao mesmo tempo em que o país mergulhava na crise política e em dois anos de recessão (-3,5% tanto em 2015 como em 2016). 2017: expansão do PIB de 1%. Previsão oficial para 2018: +1,6%.

Principais recursos: está entre os primeiros produtores e exportadores mundiais de café, cana de açúcar, laranja, etanol e minério de ferro. Também lidera exportações mundiais de carne bovina, carne de frango, açúcar e suco de laranja.

Outros setores: aviões comerciais e de executivos (Embraer), automóveis, eletrodomésticos, têxtil, turismo.

 

- PIB 2017 (preços correntes): 2,055 trilhões de dólares.

- PIB anual per capita 2017: 9.895 dólares, abaixo da média mundial (10.714 dólares).

- SALÁRIO MÍNIMO: 965 reais (303 dólares no câmbio de meados de setembro de 2018)

 

- DESEMPREGO: 12,1% em agosto de 2018. No total, 12,7 milhões de pessoas buscam trabalho.

 

- INFLAÇÃO: 2017: 2,94% - Previsão 2018: 4,28% (informe Focus do Banco Central)

 

- BALANÇA COMERCIAL 2017: Superávit recorde de 66,99 bilhões de dólares - Exportações: 217,739 bilhões de dólares (+17,55%) - Importações: US$ 150,749 bilhões (+9,57%).

 

- DÉFICIT DA CONTA CORRENTE (em % do PIB): 2017: 0,48% (9,805 bilhões de dólares)

 

- DÍVIDA PÚBLICA: Dezembro de 2016: 70% do PIB - Dezembro de 2017: 74% - Agosto de 2018: 77,3% do PIB

 

- RESERVAS DE DIVISAS: 381,393 bilhões de dólares (agosto 2018)

 

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) - Banco Central do Brasil (BCB) - Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) - Fundação Getúlio Vargas (FGV) - Fundo Monetário Internacional (FMI) - Banco Mundial - Fórum Brasileiro de Segurança Pública

js/rsr/cn



Recomendadas para você