EUA barram mais um juiz da OMC

Os tribunais da Organização Mundial do Comércio (OMC) estão à beira de uma paralisação inédita. O governo de Donald Trump rejeitou nessa segunda-feira, 27, a renovação de mais um juiz da Corte suprema do comércio, o Órgão de Apelação. A Casa Branca deixou claro que quer limitar os poderes do órgão, estabelecendo que as autoridades domésticas tenham a palavra final numa guerra comercial. Hoje, disputas que deveriam ser examinadas em 90 dias podem levar mais de um ano para serem consideradas. Ao fim de 2019, se nada mudar, o órgão terá de suspender sua operação, já que terá apenas um membro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais