BC cria mecanismos para impedir fraudes semelhantes às do Panamericano

O rombo no Banco Panamericano fez uma instituição usar, pela primeira vez, o Fundo Garantidor de Créditos (FGC). A alternativa garante apoio sem o uso de dinheiro público. Mesmo assim, o Banco Central preten de evitar episódios semelhantes e está se preparando para controlar os Certificados de Depósito Bancário (CDB). Os CDBs são empréstimos ao contrário, nos quais os clientes viram credores dos bancos e ganham com os juros. A prática é comum, mas pode ser perigosa se sair de controle. Neste caso, o Banco Panamericano vendeu o crédito para outros bancos, mas contabilizou os recursos como parte do seu patrimônio. A quebra da instituição só foi evitada porque Sílvio Santos assumiu a responsabilidade pela dívida. O apoio dos fãs do apresentador também tem sido determinante para a empresa. – Os fãs sabem que o SBT é a única das empresas do Sílvio a que ele vai todos os dias – explica a assesora da emissora, Maísa Alves. – Então, usam esses contatos do SBT para enviar mensagens.