Netos da crise

Recessão americana colocou 1,5 milhão de crianças para serem cuidadas pelos avós

Sabrina Tavernise

THE NEW YORK TIMES

A recessão continua a abater famíliasnos EstadosUnidos. Comaredução donúmerode mães em casa, é grande a quan- tidade de filhos morando com avós, de acordo com o relatório do Censo americano. Houve um aumentode 8%em com- paração ao ano passado. No geral, 6,5% das crianças americanas moramcom avós, maior percentual em 20 anos eo dobro dataxa de 1970, segundo Andrew Cher- lin, professor de sociologia e política públicada Johns Hopkins University, que ana- lisou os dados. – Os avós estão ajudando à me- dida que seus filhos adultos per- dem os empregos – observa. Dos 7,5milhões decrianças que moram com um avô em 2010,mais deum quintonão têmumdos paispresenteem casa,deacordo comorelató- rio. A recessão também pode ter sido um fator na redução do número de mães que ficam em casa, valor que caiu levemente para 23% este ano, redução de um ponto percentual em rela- ção a 2007, quando a recessão econômica começou. O relatório também desta- cou aumentos na idade em que homens emulheres secasam, tendênciainiciada nadécada de 50. Este ano, a idade média paraos homenscasarempela primeiravez foi28, maiordo que 26, em 2000. A idade para as mulheres foi26, superior a 25, de uma década atrás. – Os americanos se casavam mais jovens nadécada de 50, quando metade de todas as mu- lheres se casava na faixa dos 20 anos. Mas a idade vem crescen- do desdeentão, eagora éa maiordesde queo governoco- meçou a acompanhar os dados a partir de 1890 – diz. No geral, 54% dos adultos es- tão casados em 2010, valor in- ferior a 57%, em 2000, segun- do o relatório. Ao mesmo tem- po, o númerode casas chefia- das por uma pessoa subiu para 27% na década passada, supe- rior a 25% em 2000. Isso é mais do queo dobrodo númerode casas chefiadas por uma pes- soa em 1960. O relatório também desta- couum aumentonotamanho médiodas famíliaschefiadas por americanos quenão cur- saram o ensino médio. – Havia inúmeras razões pos- síveis, incluindo o aumento no númerogeral deimigrantes, que tendem a apresentar nível menor de educaçãoe têm fa- mílias maiores– conclui.

Divulgação

PAPEL –Nacrise, avós têm de cuidar dos netosFA M Í L I A

Netosda

Tradução: Victor Barros

crise