Energia rentável

A indústria brasileira pode- ráeconomizaraté R$85bi- lhões no consumo de energia elétrica nos próximo 20 anos caso comece agora a investir em novas tecnologias de con- servação energética.Segun- do pesquisa divulgada ontem pela Confederação Nacional daIndústria (CNI),se ain- dústriaoperasse emcondi- çõesideais, usandotecnolo- gia deponta naconservação de energia,acesso acrédito, pessoal qualificado e oferta adequada das fontes energé- ticas, a economiaseria de 25,5%. A análise mostra que aindústria respondepor 37,2% de toda energia gasta no Brasil. Segundodados dapesqui- sa, em 20anos haverá uma economiaacumulada de9,2 milhões detoneladas equi- valente depetróleo (TEP)– unidade quepossibilita so- mar várias fontes de energia – como a elétrica e gás natu- ral. Com a queda no consumo de energia, o país deixará de emitir239 milhõesdetone- ladasde carbono.Destama- neira, o país estaria reduzin- do a emissão de gases que causam o efeito estufa. – Sea gentetivesse bene- fícios tributáriospara os equipamentosque sãomais eficientes já seria fantásti- co,um ganhosubstancial– avaliaRodrigo Garcia,ana- lista de políticas industriais da CNI .

Setor es

Olevantamento tevecomo baseaavaliação de217pro- jetos de eficiência energética de 13 setores industriais: ali- mentos e bebidas, cal e gesso, cerâmica, cimento,extrativa mineral, ferroligas, metais não-ferrosos, fundição, papel e celulose, química, siderur- gia, têxtil e vidro. Segundo Garcia se a indús- tria dopaís utilizassehoje tecnologiajá disponívelde conservação de energia, o se- tor poderia economizar 6,4% do que será consumido em 20 anos.

PESQUISALUCRO– Empresas e fabricantes de carros seriam beneficiados com a economia de energia

Divulgação

Indústria pode economizar R$ 85 bi no consumo de eletricidade em 20 anos

Com agências Brasil e Investimentos e Notícias