China defende câmbio estável entre os países

-->O primeir o-ministr o c hi - nês, W en Jia bao , defendeu ontem, na a bertur a de uma r eunião Eur opa-Ásia em Bru - xelas, taxas de câmbio “r e - lati v amente estáv eis” entr e as principais di visas. A de - clar ação f oi vista por analis - tas como uma r ecusa por par - te do r epr esentante do go v er - no da China na v alorização da moeda daquele país, o yuan insin uando sua r ecusa em permitir uma f orte v alo - rização do yuan. –T emos que tr a b alhar juntos par a pr omo v er o cr escimento econômico m undial– disse Jia- bao na r eunião que conta com a participação de 46 países Em seu discur so , o minis - tr o c hinês pr opõe medidas que vão no sentido contrário aos desejos dos países oci - dentais, principalmente, os Estados Unidos: –De v eríamos intensificar a coor denação macr oeconômica, administr ar com prudência o momento e a r apidez com que se de v em r etir ar os planos de estím ulo contr a a crise e man- ter as taxas de câmbio das prin- cipais moedas de r eser v a r e - lati v amente estáv eis– afirma. Desta f orma, Jia bao deu a entender , mais uma v ez, que P equim não cederá às pr es - sões par a que permita a v a - lorização do yuan, que segun - do americanos e eur opeus é mantido de f orma artificial a baixo do r eal v alor , como f orma de estim ular as e xpor - tações c hinesas.