30 milhões de empregos podem ser gerados em mercado sustentável

.

Foto: distelAPPArath em Pixabay
Credit...Foto: distelAPPArath em Pixabay

Enquanto o mundo enfrenta uma onda de desemprego, e um futuro repleto de incertezas, algumas áreas estão se tornando cada vez mais necessárias. Esse é o caso do mercado de “trabalhos verdes”, ou seja, profissões relacionadas com a sustentabilidade e o meio ambiente.

A diferença desses setores para os tradicionais está no uso consciente da natureza, afinal, parte das matérias-primas não se renovam tão rapidamente. Nesse sentido, o Brasil pode se tornar uma grande potência mundial, de acordo com estudo publicado no Betway Insider. Entenda melhor!


Brasil se destaca na preservação ambiental

Apesar dos desafios enfrentados nos últimos anos, o Brasil tem se destacado na preservação da própria fauna e flora, quando comparado a outros países. Entre 2003 e 2009, por exemplo, o Brasil foi responsável por 75% das áreas protegidas, o que inclui territórios indígenas e parques nacionais. De 2004 a 2012, o combate ao desmatamento feito pelo país contribuiu para reduzir os efeitos do aquecimento global.

No entanto, o Brasil não vem apenas cuidando bem da natureza que possui, quando o assunto é trabalho verde. De acordo com Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e da Agência Internacional de Energias Renováveis (IRENA), entre 2009 e 2017, cerca de 43% da energia brasileira era renovável, enquanto a média mundial era de 10,46%.

Devido a isso, o levantamento do site de caça níqueis Betway concluiu que existe um grande mercado que pode ser expandido, caso haja investimentos. Atualmente, o Brasil segue a tendência da China, que domina esse mercado. Porém, a fatia destinada à energia solar, que poderia ser muito bem explorada no Brasil, é muito pequena e, segundo dados de 2017 do Instituto de Economia Agrícola (IEA), corresponde a 0,1% da matriz do país.

Ao olhar para o cenário global, o que se observa é que o país precisa acelerar os investimentos em fontes renováveis, já que outros países estão se dedicando a isso. Conforme projeções da Bloomberg New Energy Finance, as energias solar, eólica e de biomassa poderão representar 50% do mercado mundial até o ano de 2030.

Até o momento, o Brasil concentra 67% do capital de energias renováveis em hidrelétricas, 8% em biomassa e 8% em energia eólica. Ou seja, daqui para frente a mudança pode ser grande.

Um dos fatores que podem contribuir para o avanço do mercado verde brasileiro são os compromissos que estão sendo firmados entre as nações. Durante a COP-26, por exemplo, vários países se comprometeram a diminuir as emissões de gás carbônico. O Brasil estabeleceu a meta de diminuir em 50% até 2030 - o que para especialistas ainda não é um objetivo tão ousado quanto outros países.

Oportunidades no mercado verde

O levantamento da Betway apurou ainda quais são os setores, além da geração de energia, que podem se beneficiar no futuro e por quê. Um deles é o de transporte elétrico que promete dominar nos próximos anos. A previsão é que a América Latina se beneficie em US$ 30.000 milhões em uma possível transição para esses veículos.

Outro segmento que pode crescer está relacionado com os resíduos. Atualmente, 27% do lixo vai parar em aterros ou são descartados de outra maneira irregular. Nesse sentido, o Brasil tem criado nos últimos anos leis para regulamentar a forma como os lixos são descartados.

Além disso, se o país seguir o exemplo dos Estados Unidos, e investir no reflorestamento, poderá ter uma grata surpresa. Lá, a recuperação das florestas ajudou a gerar 126 mil empregos, e cada US$ 1 milhão investidos são criados 33 empregos.

Como se percebe, a sustentabilidade não pode ser mais adiada. Embora o Brasil tenha um histórico positivo no que diz respeito à preservação ambiental, ainda há muito o que se fazer. Até porque, cuidar da natureza não apenas contribui para um futuro melhor, mas também ajuda a gerar mais empregos para a população.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais