Claudio Lins sobe ao palco do Teatro Rival para homenagear o pai, Ivan Lins

Cantor e ator em atividade desde os anos 1990, Claudio Lins sobe hoje ao palco do Teatro Rival para homenagear Ivan Lins, e Gilberto Gil – ambos aniversariantes em junho – no show “Expresso brasileiro”. 

Do repertório do pai, o artista, de 45 anos, recorda músicas como “Lembra de mim”, que já foi tocada ao vivo até por Burt Bacharach e sua orquestra – com canja do próprio Ivan, em 2013, aqui no Rio de Janeiro. De Gil, não faltará “Expresso 2222”, que dá, parcialmente, o nome do espetáculo. 

Os aniversariantes do mês não são os únicos a ganharem presentes, entretanto. Claudio também promete incluir outras canções das décadas de 1960 e 1970, como “Canto de Ossanha”, clássico de Baden-Powell e Vinícius de Moraes; e “Ponteio”, de Edu Lobo e José Carlos Capinam, vencedora do 3º Festival de Música Popular Brasileira, produzido pela TV Record em 1967.

Apesar de mais presente como ator, no teatro e na TV, Claudio Lins acumula, em paralelo, quase duas décadas de carreira fonográfica, como seus álbuns-solo “Uns” (1999) e “Cara” (2009). Entre eles, teve músicas de sua autoria gravadas por cantoras como Maria Rita e Luciana Melo, além da mãe, Lucinha Lins. 

Unindo a música à dramaturgia, também compôs trilhas sonoras para peças teatrais. O show de hoje ainda tem a participação especial da também cantora e compositora Zélia Duncan.

SERVIÇO

Teatro Rival - R. Álvaro Alvim, 33/37, subsolo - Cinelândia;Tel.: 2240-4469. Hoje, às 19h30. Classificação: 18 anos. Ingressos: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) nas plateias A e B; R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) no lounge. www.rivalpetrobras.com.br.