Rapper americano DMX é condenado a um ano de prisão por sonegação

Um juiz dos Estados Unidos condenou nesta quarta-feira (28) o rapper DMX, conhecido pela música "Party Up (Up in Here)", a um ano de prisão por sonegação fiscal. O rapper e ator de 47 anos, cujo nome de batismo é Earl Simmons, se declarou culpado em novembro passado de sonegar 1,7 milhão de dólares. Nesta quarta, recebeu a ordem de pagar 2,3 milhões de dólares em restituição ao Serviço de Impostos Internos (IRS), a Receita Federal americana. 

Os promotores disseram que o astro eludiu suas obrigações fiscais ao viver virtualmente de dinheiro em espécie, sem manter contas bancárias, nem apresentar as declarações requeridas ao IRS. 

Eles asseguraram que o astro chegou a ameaçar abandonar seu papel no reality show "Couples Therapy" (Terapia de Casais), quando o departamento deduziu impostos de seus cheques.

Com sua voz grave e letras obscuras, às vezes violentas, DMX se tornou um grande astro do hip-hop no final da década de 1990. 

Ele enfrentou frequentes problemas legais com acusações que incluem crueldade com os animais, posse de drogas e falta de pagamento de pensão.

"Party Up (Up in Here)", do ano 2000, é sua música mais conhecida e costuma aparecer em filmes, mais recentemente na nova versão de "Caça-fantasmas".