Pearl Jam: gigante do rock volta ao Maracanã

Diretamente do Olimpo do rock contemporâneo, Eddie Vedder e sua banda aterrisam no Maracanã na próxima quarta-feira (21) para mais uma apresentação no Brasil. Da última vez em que o Pearl Jam visitou o Rio de Janeiro, em 2015, mais de 60 mil ingressos se esgotaram rapidamente. O grupo americano de Seattle vai tocar clássicos dos álbuns que venderam mais de 60 milhões de unidades no mundo, como “Black” e “Jeremy” (ambas do álbum “Ten”, 1991), “Rearviewmirror” (do álbum “Vs”, de 1993), “Given to fly” (do álbum “Yield”, de 1998) e garantiu lugar no Rock and Roll Hall of Fame, ao lado de outros gigantes do rock mundial. A abertura do show ficará a cargo do ótimo duo britânico Royal Blood. Apaixonado pelo Brasil e conhecido por sua atuação política e em campanhas sociais e beneficentes, Eddie Vedder é frequentemente comparado a autores do naipe de Pete Townshend (de quem é amigo) e Neil Young. Em 20 de novembro de 2015, em Belo Horizonte, durante um concerto, Vedder discursou sobre o maior desastre ambiental da história ocorrido em Mariana, Minas Gerais, duas semanas antes. O cantor parou o show e protestou: “Acidentes tiram vidas e destróem rios e, ainda assim, eles conseguiram lucrar. Esperamos que sejam punidos, duramente punidos e cada vez mais punidos. Para que nunca se esqueçam do triste desastre que causaram.” A banda doou o cachê do show para as vítimas do desastre. 

O magnetismo de Eddie Vedder sobre as plateias em todo o mundo (muitas delas sequer entendem inglês) é um desses enigmas do universo das artes. Seus fãs, entre 15 e 50 anos, choram e gritam diante do músico simples, low profile, grande cantor e compositor, que lançou o Pearl Jam, em 1990, e produziu um tsunami de hits. Em comemoração às lendárias performances do Pearl Jam no Wrigley Field de 2016, durante a temporada histórica do Campeonato Mundial do Chicago Cubs, a banda lançou recentemente o documentário “Let’s play two” e o álbum de trilha sonora. Alguns detalhes neste link: www.letsplaytwofilm.com

Pearl Jam 2018 Tour Eddie Vedder (vocais e guitarra), Jeff Ament (baixo elétrico e backing vocal), Stone Gossard (guitarra e backing vocal), Mike McCready (guitarra) e Matt Cameron (bateria). Setlist: “Oceans”, “Present tense”, “Corduroy”; “Hail hail”, “Mind your  manners”, “Do the evolution”, “Amongst the waves; “Save you”; “Even flow”, “Who you are”; “Setting forth; “Not for you”, “Sirens”; “Given to fly”; “I want you so hard” (“Boys bad news”), cover do Eagles of Death Metal, “Comatose”, “Lukin”,”Rearviewmirror”. Primeiro bis: “Yellow moon”; “Elderly woman behind the counter in a small town”; “Just breathe”; “Imagine”, cover de John Lennon); “Jeremy”,”Why go”; “The fixer”,”Porch”. Segundo bis: “Last kiss”, cover de Wayne Cochran; “Comfortably numb”, do Pink Floyd, “Spin the black circle”, “Black”, “Better man”, “Alive”, ;  Rockin’ in the free world”, cover de Neil Young) e   “Yellow ledbetter