No Twitter, Trump critica baixa audiência do Oscar

Presidente comentou sobre "falta de estrelas" na premiação

Em mais um de seus ataques nas redes sociais, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou a premiação do Oscar.

"Menor audiência do Oscar na história. O problema é que não temos mais estrelas, exceto seu presidente", escreveu o mandatário, acrescentando que se tratava de "uma brincadeira".

Segundo a Nielsen, empresa norte-americana que mede audiências, o número de espectadores que assistiram à premiação no domingo foi de 26,5 milhões - ou seja, 20% a menos que o usual. O recorde negativo já registrado pertencia à edição de 2008 - com 31,8 milhões de espectadores.

De acordo com uma pesquisa da revista "Hollywood Reporter", cerca de 65% das pessoas que votaram em Trump mudariam de canal quando um discurso reivindicativo acontecesse no Oscar.

O apresentador da cerimônia, Jimmy Kimmel, rebateu o comentário de Trump em seu perfil no Twitter. "Obrigado, presidente com a menor audiência da história."

A atriz de voz Tara Strong também rebateu o tuíte do mandatário, dizendo que "nós temos muitas estrelas, o problema é que não temos mais presidente".