Pavilhão brasileiro ganha menção especial na Bienal de Veneza

Leão de Ouro foi dado para o Pavilhão da Alemanha

O Pavilhão do Brasil na 57ª Bienal Internacional de Arte de Veneza recebeu o prêmio de menção especial neste sábado (13) por criar um "espaço enigmático" no evento.

"Por uma instalação que cria um espaço enigmático e instável no qual não podemos sentir seguros. Tanto a estrutura da instalação como o vídeo de Tiago Mata Machado enfrentam problemáticas da sociedade brasileira contemporânea", informaram os organizadores do evento.

O pavilhão brasileiro conta com a artista mineira Cinthia Marcelle, que foi escolhida pela Fundação Bienal de São Paulo para representar o Brasil no evento.

O prêmio principal da Bienal, o Leão de Ouro, foi para Franz Erhard Walther, do Pavilhão do Alemanha, que conta com a curadoria de Anne Imhof. Já o Leão de Ouro pela carreira foi entregue para a artista norte-americana Carolee Schneemann.

A Bienal de Veneza começou neste sábado (13) e segue até o dia 26 de novembro.