Episódio de 'Os Simpsons' previu Trump presidente há 16 anos

Magnata foi eleito nesta quarta-feira após derrotar Hillary Clinton

A vitória do candidato republicano Donald Trump à Presidência dos Estados Unidos na madrugada desta quarta-feira (9) foi "prevista" durante episódio da série "Os Simpsons", exibido em março de 2000. No capítulo "Bart to The Future", a personagem Lisa Simpsons é eleita presidente após mandato de Trump, e diz que "herdou uma grande dívida" porque o "país estava quebrado", depois do magnata deixar um orçamento apertado.    

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, em março de 2016, o roteirista do episódio Dan Greaney afirmou que a fala de Lisa era "um aviso para os EUA". "Parecia lógico que essa seria a última parada antes de atingir o fundo do poço. Foi colocado no episódio porque combinava com a visão de que os Estados Unidos estavam ficando loucos", completou ele. 

No mês passado, Greaney também disse ao jornal The Guardian que Trump sempre foi visto como a referência mais absurda para liderar o país. "Nós previmos que ele seria presidente no ano 2000, mas é claro que ele era a piada tapa-buraco mais absurda que conseguíamos pensar na época, e isso ainda é verdade. Vai além da sátira."

A série voltou a cogitar Donald Trump como presidente no ano passado durante o episódio "Trumpstastic Voyage". Neste, Homer Simpson recebe US$50 para fingir ser eleitor do republicano, mas é "abduzido" pelo cabelo do magnata. 

Candidato improvável, Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos após derrotar a democrata Hillary Clinton e assume a Casa Branca em 20 de janeiro de 2017.

>> Após eleições, republicanos dominarão Congresso norte-americano

>> Vaticano pede para Donald Trump favorecer 'paz no mundo'

>> Obama telefonou para Trump, diz chefe de campanha republicana

>> Eleição de Trump não muda relação entre EUA e Brasil, diz Michel Temer

>> Manifestantes protestam contra eleição de Trump nos Estados Unidos

>> Donald Trump é eleito novo presidente dos Estados Unidos

>> Entre o imprevisível e o calculável: EUA decidem entre Trump e Hillary

>> Financial Times: EUA escolhem entre a ameaça do 'urso' e a dos 'cupins'

>> NYT: Extremistas que apoiam Trump sentem que já são vencedores

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais