Editora 7Letras lança 'Um Fio de Silêncio', de Daisy Justus

A Editora 7Letras lança o livro de poemas Um Fio de Silêncio, de Daisy Justus. Mia Couto, escritor e jornalista moçambicano, escreveu uma das epígrafes. A obra é composta de poemas que resultam de experiências de escuta do silêncio. 

Do silêncio que expressa a voz do poeta e, mais além, a voz do poema, já que a poesia pode estar sempre ao alcance dos ouvidos. A poesia se entrelaça com o silêncio. E a poética da leitura é fiel parceira na composição dessa escuta.

“Os poemas tratam, de uma maneira geral, do fazer poético, da arquitetura do poema, um caminho que foi se configurando durante a própria construção. Assim sendo, o silêncio foi estruturando todo o processo na medida que ele está diretamente vinculado à poética da leitura”, destaca Daisy.

A autora complementa sobre o processo de elaboração do livro. “Li muitos poemas, escutei a voz de muitos poetas e a própria voz de muitos poemas. Em toda sua sutileza. E esse foi o caso do Mia Couto, que aparece na primeira epígrafe do livro, por expressar com precisão toda essa experiência em seu passo a passo, e, justamente por tudo isso, o recorte que deu título ao livro. Mas igualmente fundamentais foram Drummond, autor da epígrafe seguinte, Paulo Henriques Britto, Sophia de Mello Breyner, enfim, todas as citações e outras tantas também presentes... silenciosamente...”. 

Ao longo de Um Fio de Silêncio, encontramos um pouco de música – de Monk a Ravel, paisagens de cores inesperadas, retratos do amor e da memória, conversas entre folhas (ao som que sussurra o vento) com outros escritores e poetas. Além da eterna descoberta que só a literatura – e todas as outras artes contidas nela, a cada nova história, cena, personagem ou poema – nos revela, na amplidão de novos sentidos que despertam a cada leitura.

Daisy Justus nasceu no Rio de Janeiro, é poeta e psicanalista. Mestre em Antropologia Social (UFRJ). Ao lado da prática clínica, supervisiona grupos de leitura e estudos em torno da articulação Literatura e Psicanálise e coordena grupos de debate de cinema. Tem poemas publicados nas revistas do Centro de Estudos Fernando Pessoa (Bartira), Poesia Viva (Uapê) e Inimigo Rumor (7Letras). É autora de O vestido grená (Ilustração, 2006) e Sala de ensaio (Ibis Libris, 2010). Dedica-se também à literatura infantil.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais