Batuque da Boa: Virada cultural promete fazer o coração do carioca batucar durante 48hs

Segunda edição do evento tem programação inspirada no Centenário do samba

Desde que o samba é samba é ele que rege os corações cariocas, que faz de suas batidas batuques e dá a cadência típica do Rio de Janeiro. Antarctica, que se inspira na cidade maravilhosa e tem no ritmo sua trilha sonora, preparou a segunda edição do Batuque da BOA à altura dos 100 anos do samba. 

Se em 2015, o Batuque promoveu a união inédita de dez das mais tradicionais rodas de samba, no ano do centenário, a BOA convida a todos para deixarem o coração batucar durante 48 horas em uma virada cultural inspirada no ritmo e inédita na cidade.

Neste ano, serão dez rodas de samba, duas quadras, quarenta bares, bate papo com os Bambas e atividades gastronômicas na Feira das Yabás e a tradicional Feijoada da Mangueira, em um circuito cultural aberto ao público e totalmente gratuito. Além de exposição de icônicas capas de discos de samba, assinadas por Elifas Andreato. 

Cada roda contará com um bamba convidado proporcionando além de encontros das novas gerações do samba com a velha guarda, uma experiência inesquecível para o público. Nomes como Xande de Pilares, Roberta Sá, Mariene de Castro, Leandro Sapucahy, João Bosco, Nei Lopes e Pretinho da Serrinha já estão confirmados.

“Se pudéssemos definir Antarctica, afirmaria com toda certeza que é uma marca com alma carioca e coração de sambista. Nos inspiramos na autenticidade do Rio de Janeiro e no compasso que traduz tão bem seu ritmo e suas histórias. Durante todo este ano fizemos questão de dedicar nossas ações e campanhas para homenagear o centenário do samba e aqueles que não o deixam morrer. A segunda edição do Batuque da BOA é o nosso presente aos 100 anos de samba, por isso nos dedicamos em organizar dois dias de festa, com uma programação totalmente gratuita, para que todos sintam o coração batucar durante 48 horas”, declara Maria Fernanda de Albuquerque, diretora de marketing de Antarctica.