Entre risadas e vaias, 2º filme italiano é exibido em Veneza

Um dos espectadores até gritou "vergonha" na projeção de "Piuma"

 O segundo filme italiano que concorre à mostra principal do Festival Internacional de Cinema de Veneza foi exibido nesta segunda-feira, dia 5, e gerou uma reação mista do público.

Por um lado, o longa "Piuma", do cineasta ítalo-britânico Roan Johnson, foi recebido pelo público, pela imprensa e pelo júri com algumas risadas e tímidos aplausos no final da projeção. Já por outra parte da audiência presente na exibição, a obra foi vaiada e considerada uma "vergonha", palavra que foi gritada por um dos espectadores.

O filme, um dos três italianos que concorrem ao Leão de Ouro deste ano, foi elogiado pelo diretor da mostra, Alberto Barbera, que disse que o longa era uma ótima comédia. "'Piuma' é uma comédia leve, inteligente, que todos deveriam fazer, realmente uma surpresa para quem está habituado a comediazinhas descartáveis do cinema italiano recente", disse Barbera.

Sobre a recepção do filme, Johnson disse que ama o longa de qualquer maneira. "Nós fizemos uma comédia que amamos muito, eu acredito que o meu filme é mais maduro e bem-sucedido. Se alguém o contesta, paciência, sabemos que houve algumas risadas durante a projeção", explicou o cineasta.

"Nós procuramos contar uma história com um leque de emoções o mais amplo possível; as esperanças e o desespero destes tempos. E estamos convencidos que conseguimos alcançar um bom resultado. Eu acho que estar no concurso é, da parte do festival, uma boa prova de confiança em um momento que, para mim, é muito bom para o cinema italiano", concluiu Johnson.

"Piuma" conta a história de dois adolescentes de 18 anos, Cate (Blu Yoshimi) e Ferro (Luigi Fedele) que descobrem que terão que lidar com uma gravidez inesperada.