Ex-BBB Laércio se torna réu em processo envolvendo estupro e tráfico de drogas

A fala do participante no reality que foi responsável pelo início do processo.

Laércio de Moura passou a ser réu no processo por estupro de vulnerável e tráfico de drogas, após a Justiça do Paraná ter aceitado a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR) contra o ex-BBB. Ainda não é possível saber se a denúncia foi aceita pelos dois crimes ou somente um, já que o processo corre em segredo.

Laércio está preso desde o dia 16 de maio na Casa de Custódia de Curitiba. De acordo com as investigações, o crime ocorreu em 2012. A vítima é uma adolescente que, na época, tinha 13 anos. Atualmente, com 17, ela confirmou o envolvimento com Laércio.

Conforme a delegada Daniela de Andrade, as investigações apontaram que o ex-BBB manteve uma espécie de "relacionamento" com a adolescente por três anos. O ex-BBB negou as acusações.

A investigação levou a novos casos de supostos relacionamentos no interior do estado. Segundo a delegada, as denúncias contra ele aumentaram a partir do momento em que Laércio apareceu no reality show.

A denúncia do MP-PR foi oferecida à Justiça no dia 7 de junho e aceita em 13 de junho. O conteúdo da decisão não foi divulgado por conta do sigilo. O inquérito sobre a prisão de Laércio foi concluído no fim de maio.

De acordo com a polícia, a fala do ex-BBB, durante o programa, na edição de 2016, afirmando que gostava de se relacionar com meninas mais novas, que deu início à investigação solicitada pelo MP-PR."Só aparecem novinhas mesmo, tipo 17, 18, 20", disse Moura em 21 de janeiro durante conversa com a ex-BBB Ana Paula.