Rio celebra Soul Music com série de shows na Caixa Cultural

Lady Zu, Negra Li e Simoninha são as primeiras atrações musicais da programação

A Caixa Cultural Rio de Janeiro homenageia a Black music de 21 a 23 de janeiro (quinta-feira a sábado), com o projeto Somos Soul. Lady Zu (que recebe a participação especial de Gérson King Combo), Negra Li e Simoninha se revezam em shows especiais durante as três noites com muito suingue e ginga. 

A soul music, ou música da alma em tradução literal, foi originada nos EUA e aflorou no Brasil no início dos anos 70. Muitos artistas brasileiros, influenciados por grandes nomes de lá e cá, absorveram a mistura de rock and roll, rhythm & blues e samba e deram nova vida à música de precursores como Tim Maia, Hyldon, Cassiano e Gérson King Combo, um dos principais nomes da cena black nacional, que faz participação no show de Lady Zu, abrindo o projeto no dia 21 (quinta-feira).

No show em que irá reviver os áureos tempos da discoteca, a 'musa da disco' ou 'Donna Summer brasileira', como a apelidou Chacrinha, apresenta com o cantor e compositor, músicas como Mandamentos Black, um dos ícones do soul no Brasil. Lady Zu preparou também um repertório recheado de sucessos, entre eles 'Novidades' (Peninha) e 'Com sabor' (Nelson Motta/Dom Charles), todas do seu primeiro e lendário LP, do fim dos anos 1970. Na sua apresentação, também não vão faltar canções do álbum Number one(2002), que tem uma pegada mais R&B.

Na sexta-feira (22), é a vez de Negra Li apresentar seu repertório, contemplando especialmente Tudo de novo (2012), o segundo disco solo da cantora e compositora, que traz fortes referências ao universo de Hyldon, Tim Maia e Aretha Franklin. Nascida no bairro da Vila Brasilândia, zona norte de São Paulo, Negra Li começou a se interessar pela música ainda na infância, quando cantava hinos da igreja evangélica. Quando adolescente, começou a flertar com a Black music. Hoje, aos 33 anos, com uma carreira de sucesso consolidada, seu trabalho transita entre o soul e o R&B.

Filho do cantor Wilson Simonal (1939-2000), com quem atuou como tecladista e produtor, Simoninha encerra a série de shows no sábado (23). O músico lançou, em 2013, o álbum Alta Fidelidade, trazendo 10 canções inéditas e autorais, entre outras. No projeto Somos Soul, o cantor promete reviver canções como What’s going on (Marvin Gaye), Olhos coloridos (Sandra de Sá), Flor do futuro (Claudio Zoli) e Tributo a Martin Luther King (Wilson Simonal), além de sambas e MPB.  

“A soul music faz parte da minha formação. Desde pequeno escuto artistas da gravadora Motown, como Stevie Wonder, Marvin Gaye, Jackson Five, Supremes etc, além de James Brown, Ray Charles e Curtis Mayfield. Fico contente em participar de um projeto que convida duas cantoras de gerações diferentes, Lady Zu e Negra Li, respeitando e reverenciando a experiência e valorizando os novos talentos. Pra mim é um grande prazer estar com elas”, afirma Simoninha.

Ficha Técnica

Produção executiva: Vander Lopes, Glauker Bernardes e Letícia Trindade

Programação

21 de janeiro (quinta-feira) – Lady Zu

Participação especial: Gérson King Combo

Bateria: Fabio Luiz Galio

Baixo: Sergio Vinicius De Souza

Guitarra e backing vocal: LafayethPersaud

22 de janeiro (sexta-feira) – Negra Li

Baixo: Douglas Silva

Dj: Walter Lacerda Senciani

Vocais: Nene e Márcia Cristiani Cardoso

23 de janeiro (sábado) – Simoninha

Bateria: Bruno Marques

Teclado: Michel Lima

Baixo: Peter Mesquita

Serviço: 'Somos Soul'

Local: Caixa Cultural Rio (Teatro de Arena) - Av. Almirante Barroso, 25, Centro

Data: 21 a 23 de janeiro, quinta a sábado, 19h

Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia

Classificação Indicativa: 14 anos

Telefone: (21) 3980-3815

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais