No Reino Unido, fãs de 'Star Wars' criam 'Igreja do Jedis'

Um dos fundadores afirma que são mais de 250 mil adeptos

Para algumas pessoas, "Star Wars" não é apenas uma saga, mas sim uma religião, literalmente. Por isso, fãs britânicos criaram a "Igreja do Jedi", onde é possível professar o "jedaísmo".

Criada em 2001 como parte de uma brincadeira, a "Jedi Church" contava naquele ano com cerca de 390 mil Jedis que afirmavam seguir todos os passos da religião, que acredita na existência de "uma Força poderosa que une todas as coisas do universo", segundo o site oficial da igreja.

Agora, a menos de uma semana para a estreia do sétimo episódio da franquia, "Star Wars: O Despertar da Força" (no Brasil, dia 17 de dezembro), a procura pela religião tem aumentado em grande escala, com pessoas aderindo todos os dias.

De acordo com um dos fundadores da "Jedi Curch", Patrick Day-Childs, citado pelo jornal britânico "Daily Telegraph", o número de Jedis cresceu de 117 mil em 2011 para 250 mil neste ano e poderá alcançar em breve a quantia de 2001.

"O número cresceu substancialmente nos últimos dias. Mas o verdadeiro teste acontecerá em algumas semanas, quando a excitação em relação ao filme tiver morrido", disse Day-Childs.

Ainda segundo o Jedi, fazer parte do "jedaísmo" é fácil, basta "olhar dentro de você e sentir a Força", "tomar cuidado com o lado negro" e estar seguro de que todos, independentemente de sexualidade e cor de pele, serão bem aceitos.