'Movimentos' chega à Caixa Cultural em agosto

Mostra retrata movimentos políticos de todo o mundo, reunidos a partir de 2010

Depois de ser exibida em Miami durante a Art Basel, BKLYN Fair no Dumbo e ocupar a Opus Galery no Chelsea, Nova York, além de Brasília e Belo Horizonte, a exposição 'Movimentos' chega à Caixa Cultural na comemoração dos seus 40 anos, no dia 12 de agosto.

O artista visual André De Castro traz um painel formado por telas em silkscreen com uma série de retratos políticos de jovens que participaram das manifestações democráticas no Brasil e Turquia em 2013, além dos EUA (Occupy, 2011) e Grécia (2010). O painel, iniciado em 2013 e em constante expansão, será apresentado na Caixa Cultural do Rio de Janeiro com telas inéditas, após passar por Belo Horizonte e Brasília.

O contato com os manifestantes retratados aconteceu pelo mesmo meio que eles utilizaram para organizar os movimentos de que participaram: a internet. Com ajuda da rede, André entrou em contato com os manifestantes dos diferentes países através de hashtags no facebook e twitter. Pediu a cada retratado que enviasse uma foto de rosto e respondesse a uma série de perguntas relacionadas ao movimento político de seu país e sua identidade. Com isso, identificou e reuniu uma série de referências de cada manifestante – cores, imagens, músicas e objetos, por exemplo. “Minha intenção foi criar composições únicas a partir das respostas obtidas, sem utilizar registros ou alinhamentos comuns a técnica da Serigrafia. Utilizo múltiplas telas em um processo de colagem para mostrar as singularidades de ideias e referencias de cada retratado”, diz André. O artista convida o público a comparar referências e perceber divergências e possíveis pontos em comum entre as colagens. Na sala de exposição, imagem e som se complementam através de uma edição com trechos de músicas escolhidas pelos próprios retratados. A exposição no Brasil inclui um texto inédito do historiador Daniel Aarão Reis contextualizando os quatro países.

Além do painel Movimentos, a exposição conta com dois outros conjuntos de obras relacionados ao projeto principal: 'Silk Montage', e 'The Work of Art in the Age of Digital Propagation', desenvolvidos nos últimos anos pelo artista em seu estúdio no Brooklyn. A exposição apresenta também dois grandes painéis inspirados na arte de rua, nos quais André De Castro dialoga mais diretamente com suas angustias em relação aos dilemas do momento político brasileiro através da metáfora do Gigante. “Ao chegar no Brasil em 2015 para apresentar a exposição Movimentos fiquei assustado com o viés autoritário e intolerante cada vez mais presente na discussão política no país. O gigante buscou discutir os riscos das multidões autoritárias e da cultura do ódio na vida política, ao mesmo tempo que celebra a impermanência dessas tendências em um contexto democrático, marcado por múltiplas agencias e desejável polifonia.” Na Caixa Cultural, o painel “O gigante” será pintado diretamente na parede para ser apagado progressivamente pelos visitantes da exposição. 

André de Castro

Nascido no Brasil e radicado nos EUA, André De Castro vive e trabalha entre o Rio e os EUA. Em 2011, mudou-se para NY para fazer MFA na Pratt Institute e, desde 2013, mantém seu estúdio no Brooklyn. Em 2009, publicou seu primeiro livro 'Funk – que batida é essa', um conjunto de ilustrações que retratam o funk carioca, fruto do projeto de graduação na PUC-Rio. Venceu, em 2013, o prêmio 'Never Stop Never Settle', promovido pela Hennessy US com o projeto “Movimentos”. No ano seguinte, passou a participar da 'Opus Project Space' como artista e teve sua primeira exposição solo na Opus Gallery em NY, no Chelsea. Nessa temporada no Brasil, montou seu estúdio na fábrica da Bhering. Durante a Arte Rio, oferecerá oficinas de serigrafia no Studio512. Paralelamente a exposição 'Movimentos' desenvolve painéis permanentes em serigrafia para três Memoriais em comunidades quilombolas no estado do Rio de Janeiro.

Serviço: Movimentos

Data: 12 de agosto a 15 de outubro de 2015

Local: Caixa Cultural, Galeria 3 - Avenida Almirante Barroso, 25 - Centro

Classificação indicativa: Livre