"Paparazzi", de Matéi Visniec, estreia em curta temporada no CCBB

"Paparazzi", um texto original do dramaturgo Matéi Visniec, aborda a questão do fim do mundo e o começo do "fim de cada um" e como esses personagens, diversos e distintos, estão perdidos em um mundo em que o pensamento não existe mais. Matéi Visniec é romeno naturalizado francês, vive e trabalha na França há 28 anos, desde que se refugiou da ditadura de Nicolae Ceausescu. Considerado por muitos "o novo Ionesco", por dar continuidade ao gênero do teatro do absurdo, suas peças têm sido traduzidas e montadas em mais de vinte países. No Brasil, já estiveram em cartaz: A História do Comunismo Contada aos Doentes Mentais, dirigida por Antônio Abujamra; "A Volta para Casa" dirigida por Regina Duarte, extraída do livro  Cuidado com as Velhinhas Carentes e SolitáriasO Último Godot, dirigida por Márcio Meirelles, entre outras. Para Visniec, o ser humano busca com o teatro uma imagem de si mesmo, uma explicação para os seus problemas, para as suas contradições.

Visniec constrói fábulas em que a política foge do discurso dogmático para encontrar a comédia e o absurdo como ele próprio aponta: "Imaginem uma sala com 600, 1.000 pessoas e todos começam a rir ao mesmo tempo de alguma coisa que deve ser denunciada. Isso sempre trará alguma consequência." Sua dramaturgia é direta, com diálogos muito bem construídos, em alguns casos com toques poéticos, refletindo o que está acontecendo no mundo hoje. São textos que falam do homem nos dias atuais e denunciam todos os tipos de autoritarismo, apontando também as contradições das democracias ocidentais: "Comer mais, comprar mais, descartar mais, encher a lixeira, poluir, transformar o oceano em uma lixeira...".

Em razão dessa qualidade dramatúrgica, o texto inédito no Brasil, "Paparazzi" foi escolhido por esse elenco de atores em que se misturam profissionais de renome do teatro carioca e da televisão como Malu Valle, Leonardo Vieira e Xando Graça com jovens artistas de igual talento e competência artística. Além disso, a temporada de um mês do espetáculo terá 6 récitas semanais (de quarta a segunda) um fato pouco comum, mas que proporciona a chance do espectador carioca de assistir essa história tão surpreendente e atual engendrada por Matéi Visniec.

Em "Paparazzi", Matéi Visniec imagina uma situação limite: o que poderia acontecer com as pessoas caso estivessem vivendo o fim do mundo. Personagens perdidos - mendigo, cega, funcionário público, celebridade, paparazzo, músico - vagam num mundo onde o pensamento não existe mais, sendo confrontados pelo começo do "fim de cada um". Em ritmo cinematográfico, a peça de Visniec aborda esse tema de forma surpreendente e poética, sem cair no discurso pedagógico. 

Ficha Técnica

"PAPARAZZI", ou A Crônica de um Amanhecer Abortado

Direção: Adriana Maia

Texto: Matéi Visniec

Tradução: Alexandre David

Elenco: Alexandre David, Alexandre Varella, Isa Lobato, Karla Concá, Leonardo Vieira, Lipy Adler, Malu Valle, Rafael Queiroz e Xando Graça

Direção Musical: Alexandre Elias

Direção Vocal Interpretativa: Glorinha Beuttenmüller

Direção de Movimento: Luciana Bicalho

Cenário: Mina Quental

Figurinos: Adriano Ferreira

Direção de Produção: Adriana Maia e Leonardo Vieira

Produtor Executivo: Gustavo Henrique

Assistente de Direção, Diretor de Palco e Operador de luz: João Maia

Consultoria de Produção: Dadá Maia

Coro Sonoplasta: Alexandre Menezes, Calu Silveira, Camila Monteiro e Lucas Asseituno

Iluminação: Anderson Ratto


Serviços:

CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil | Sala C - 2º andar

Rua Primeiro de Março, 66 - Centro / RJ | Tel.: (21) 3808-2052

De 29 de julho a 24 de agosto (de quarta a segunda | 19 horas)

Gênero: Comédia Apocalíptica

Classificação: 14 anos

Lotação: 144 alugares

Duração: 1h30min

Valor: R$ 10,00 |R$ 5,00 meia