Luiz Pinguelli Rosa e Marcia Tiburi discutem a inter-relação entre ciência e humanidades

Encontro mediado por Nayse López acontece dia 29 e integra o Ciclo Ciência e Arte do CCBB

Como a ciência e as humanidades podem se aproximar e abrir novos caminhos do conhecimento e da sensibilidade?

Para responder a essa questão, o Centro Cultural Banco do Brasil reúne o físico Luiz Pinguelli Rosa e a escritora e filósofa Marcia Tiburi, no terceiro debate do ciclo Arte & Ciência, que acontece no dia 29 de julho, às 18h30. O encontro é gratuito e tem mediação da jornalista Nayse López. As senhas devem ser retiradas na bilheteria do CCBB, a partir das 17h30.

>> Projeto reúne grandes nomes das ciências e das artes em série de debates

Luiz Pinguelli Rosa é doutor em Física, professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi Diretor da Coordenação dos Programas de Pós-graduação em Engenharia da UFRJ-COPPE, por quatro mandatos, ex-presidente da Eletrobrás, atualmente Diretor da COPPE e Secretário Executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas. Entre os vários livros que escreveu está Tecnociência e Humanidades: Novos Paradigmas, Velhas Questões, cujos dois volumes concorreram ao Prêmio Jabuti.

Marcia Tiburi é graduada em Filosofia e Artes e Mestre e Doutora em Filosofia pela UFRGS. Publicou diversos livros de filosofia, entre eles As Mulheres e a Filosofia; Filosofia Cinza – A Melancolia e o Corpo nas Dobras da Escrita; Filosofia Brincante; Filosofia Pop e Sociedade Fissurada; Filosofia Prática, Ética, Vida Cotidiana, Vida Virtual. Publicou também os romances Magnólia, A Mulher de Costas, O Manto e Era Meu Esse Rosto? É professora do programa de pós-graduação em Educação, Arte e História da Cultura da Universidade Mackenzie e colunista da revista Cult.

Serviço: Ciclo Arte & Ciência

3º encontro: A Terceira Cultura - Luiz Pinguelli Rosa e Marcia Tiburi

No debate serão discutidos como a ciência e as humanidades podem se aproximar e abrir novos caminhos do conhecimento e da sensibilidade?

Data: 29 de julho, a partir das 18h30

Local: Centro Cultural Banco do Brasil / Auditório 4º andar 

Endereço: Rua Primeiro de Março 66, Centro, Rio de Janeiro

Mais informações: tel.: 21 3808-2020

O Projeto

O Ciclo Arte & Ciência tem por objetivo discutir a interrelação entre cultura científica e cultura humanística e artes, abordando temas estimulantes e atuais, como o papel da razão, da memória e da imaginação no mundo contemporâneo; os dilemas éticos envolvidos nas pesquisas genéticas; o poder das artes e da música para o bem-estar psicológico, as fronteiras filosóficas da física e da cosmologia. “Nossa intenção é a de estimular e atrair o público para assuntos interessantes e de ponta, reunindo um time de primeira grandeza, entre cientistas e pesquisadores, escritores, artistas plásticos e filósofos”, diz Marcelo Mendonça, Gerente Geral do CCBB Rio de Janeiro.

Ao todo, serão sete encontros, sendo um por mês, entre maio e novembro.

Próximos encontros do Ciclo de debates Arte & Ciência

26/08: Lógica e Arte - Francisco Antonio Doria e Arthur Omar

Como combinar ciência e arte, decisão e contradição? Como a lógica não-clássica (onde uma afirmação e sua negação podem ser ambas verdadeiras) lida com as decisões e como a arte pode se inspirar em tal pensamento?

30/09: A Física na Fronteira da Filosofia - rogério Rosenfeld e Antonio Cícero

Refletir sobre o universo e sua origem sempre foi uma preocupação da filosofia. Como está esse diálogo hoje? O que descobertas como buraco negro, matéria escura e expansão do universo sugerem ao pensamento filosófico hoje em dia? 

28/10: A Ética nos tempos da Biogenética - Mayana Zatz e Olgária Matos

Como pensar a ética no mundo contemporâneo? Precisamos de uma bioética para enfrentar os desafios propostos pela biogenética e pela biotecnologia?

25/11: O Futuro do Humano - Edgard Morya e Coletivo Casa Nuvem (Eduardo Bonito e Lívia Diniz)

Como os estudos e pesquisas sobre o funcionamento cerebral podem contribuir para o bem estar humano e o que esperar para o futuro? À luz das novas tecnologias, ainda podemos falar em humanismo ou o próprio sentido do humano está se desconstruindo? Quais os caminhos da arte?