Ex-baterista do AC/DC é detido após ser condenado à prisão domiciliar

O ex-baterista da banda de rock AC/DC, Phil Rudd, foi detido na Nova Zelândia por causas não detalhadas, uma semana após ser condenado a oito meses de prisão domiciliar. Segundo informações da imprensa local, ele deve passar a noite deste domingo (19) nas instalações da polícia.

De acordo com o portal de notícias "Stuff", o músico de 61 anos foi detido após autoridades neozelandesas inspecionarem sua residência, na cidade de Tauranga, 520 quilômetros ao nordeste da capital Wellington. 

O advogado do músico confirmou a detenção mas não comentou as razões. Segundo informações do jornal "New Zealand Herald", Rudd estava em companhia de várias prostitutas em sua casa, quando foi detido. Ele será julgado amanhã. 

No último dia 9, ele foi considerado culpado por três acusações, dentre uma delas a de proferir ameaças de morte, e condenado a oito meses de prisão domiciliar. Em setembro de 2014, Rudd ameaçou de morte um de seus assistentes e após a denúncia, a polícia inspecionou sua casa, onde encontrou 0,71 grama de metanfetamina e 130 gramas de maconha.