'Muitos Homens Num Só' estreia hoje (25) nos cinemas

Romance policial remete ao Rio de Janeiro da Belle Époque

Como vivo? De onde tiro meu sustento? De uma extraordinária presença de espírito. Não planejo nunca, só aproveito as oportunidades...

No início do século XX, o intenso processo de urbanização trouxe charme e vaidade para a realidade carioca, que despedia-se da "morrinha imperial", respirando os ares da belle époque francesa. Pelas ruas da Cidade, a profusão de luzes elétricas e o desfile de pessoas bem vestidas revelam um novo e contagiante comportamento em hábitos, atitudes e consumo.

É para esta época que será conduzido quem for assistir 'Muitos Homens Num Só', romance policial que chega hoje aos cinemas.

Em alerta, a polícia do Rio de Janeiro investiga uma série de crimes que instigam pela genialidade de seu mentor: o Rato de hotel. Não há força, apenas criatividade. Não há revólver, só habilidade. Dr. Antônio (Brichta) é um trapaceiro, com várias identidades que, mesmo procurado pela polícia, arrisca tudo ao se envolver com uma mulher.

Um filme de Mini Kerti, inspirado no livro "Memórias de um Rato de Hotel", de João do Rio. Com Vladimir Brichta, Alice Braga, Caio Blat, Sílvio Guindane, Pedro Brício e grande elenco. Muitos Homens Num Só foi o grande vencedor do Cine PE 2014, conquistando 10 prêmios.