Livro celebra a Sinfonia do Rio de Janeiro, de Tom Jobim a Billy Blanco

O público terá a chance de conhecer melhor o lançamento da obra Sinfonia do Rio de Janeiro – 60 anos de história musical da cidade, de autoria de João Máximo nesta quinta-feira (21) às 18h na Arlequim, que fica no Paço Imperial. Rica em fotografias que transitam entre o Rio de 1954 e o Rio de hoje, além da memória dos compositores, o livro relata, com um sabor particularmente carioca, todos os passos da saga de uma obra incomum, que marcou a carreira, então em ascensão, dos jovens Tom Jobim e Billy Blanco – o primeiro carioca de berço,o segundo de coração. A edição comemorativa – que inclui ainda um CD com a íntegra da primeira gravação, de 1954, e de uma segunda versão de 1960 – tem a chancela do Ministério da Cultura. Com produção executiva da Papel & Tinta e realização da Arlequim, a obra tem o patrocínio das empresas Oscar Iskin e H. Strattner.

O nome original era Rio de Janeiro: a Montanha, o Sol, o Mar – Sinfonia popular em tempo de samba, mas a obra acabou ficando conhecida como Sinfonia do Rio. Todos os temas tratam do Rio de Janeiro: alguns enfatizam a beleza natural (Hino ao Sol, Arpoador, o Mar), outros tratam com delicadeza as mazelas da cidade grande (Coisas do dia, Matei-me no trabalho). Há também os instantâneos poéticos (Noites do Rio, A Montanha, O Samba de Amanhã) e temas que tocam, ainda que de leve, as questões sociais (O Morro, Descendo o Morro).

Um respeitável conjunto de artistas do primeiro time da MPB participou da gravação original, resultado de uma parceria entre o selo Sinter e a gravadora Continental, cujo diretor artístico era ninguém menos que o compositor Braguinha.  Uma nova gravação foi feita em 1960, marcada por um processo inédito: o mesmo registro musical da primeira, com arranjo e direção de Radamés Gnattali, que tinha sido conservado pela gravadora, foi usado como base. Mas o elenco de cantores – encabeçado por Maysa, Jamelão e Risadinha – foi quase todo diferente. A única exceção foi o grupo Os Cariocas, que participou dos dois registros.

Serviço

Sinfonia do Rio de Janeiro – 60 anos de história musical da cidade, de João Máximo

Lançamento do livro + CD com as duas primeiras gravações da Sinfonia do Rio,

de Tom Jobim e Billy Blanco

Edição com 256 páginas - Bilíngue

Preço: R$ 120,00

Preço promocional para estudantes: R$ 50,00, com apresentação da carteira (quantidade limitada)

Dia 21 de maio 2015, às 18h – Arlequim – Paço Imperial

Praça XV de Novembro, 48 – Loja 1 – Centro