O Santo Espantalho terá apresentação gratuita na Sala Funarte Sidney Miller

Próxima atração do Ciclo de Leituras Dramáticas da Funarte, 'O Santo Espantalho', de Carlos Alberto Bitencourt, será apresentado ao público na próxima terça (24/9), às 18h30, na Sala Sidney Miller, Centro do Rio. A direção é Luiz Fernando Lobo e a leitura será feita por alunos de escolas de arte dramática e jovens profissionais. A peça narra, com humor e crítica, a história sobre dois compadres - Luiz e Joventino, trabalhadores de roçado e companheiros de farra, e os falsos milagres após a morte de um deles. O texto foi premiado pela Fundação Nacional de Artes, em 2003, através do Prêmio Funarte de Dramaturgia, na categoria Teatro Adulto - Região Norte.

Na trama, para homenagear o amigo morto, o outro confecciona um espantalho com a cabeça e o rosto semelhantes ao falecido, a fim de ser colocado no meio da plantação para afugentar os passarinhos. Entretanto, Pai Serafim, catador de tralhas, considerando o seu achado uma aparição sagrada no meio do mato, atribui ao espantalho a condição de santo milagreiro e não se limita apenas a levá-lo para sua tenda de umbanda, mas espalha de um canto a outro da cidade os 'falsos milagres' do santo espantalho. A partir daí, tem início um confronto entre ele e o pároco, que por sua vez, com interesses escusos, recambia o 'santo' para sua igreja, alegando ser o local mais apropriado. Para incrementar a história, o autor recorre, ainda, a lembranças folclóricas e evocações tradicionais e lúdicas de sua terra natal, Belém do Pará.

Sobre o diretor

Luiz Fernando Lobo é diretor artístico e fundador da Companhia Ensaio Aberto. Dramaturgo, ator e professor de interpretação, realizou cursos em diversos países e participou de vários festivais internacionais. Em cinema, trabalhou com o diretor Silvio Tendler. Dentre os trabalhos mais importantes, dirigiu Tambores da NoiteCemitério dos VivosCabaré YoukaliA MãeCompanheirosMorte e Vida SeverinaMissa dos Quilombos,Havana Café e Olga Benário: um breve futuro. Codirigiu com Sérgio Britto as óperas Judas em Sábado de Aleluia e II Campanello. Codirigiu com João das Neves a Missa dos Quilombos, de Milton Nascimento, num espetáculo de rua reunindo os mais importantes atores negros do Brasil, nos 100 anos da abolição da escravatura.

Em 2002, ganhou o Prêmio Golfinho de Ouro pelo reconhecimento do conjunto de sua obra. Em 2007, dirigiu o show da posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2008 e 2009, dirigiu o Prêmio Ordem do Mérito Cultural, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e Teatro Casa Grande, respectivamente. Em 2009, dirigiu a Terceira Jornada de Inclusão da Pessoa com Deficiência, no Palácio das Artes, em Belo Horizonte. Dirigiu 30 filmes para a campanha "Igual a você", contra o estigma e o preconceito - uma iniciativa do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids - UNAIDS; ACNUR; UNESCO; UNIFEM E UNODC. Em 2010, dirigiu Terra de livres, numa produção de Marcello Dantas, um espetáculo de rua com 120 atores, em São João del-Rei, e o espetáculo de abertura da 3ª Conferência Nacional de Cultura.

Ciclo de Leituras Dramáticas

A ideia de levar aos palcos textos da dramaturgia brasileira contemporânea premiados pela Funarte partiu do novo presidente, Guti Fraga. As peças que integram a programação foram vencedoras do Prêmio Funarte de Dramaturgia entre 2003 e 2005.

As leituras serão sempre às terças-feiras, às 18h30, na Sala Sidney Miller, com entrada gratuita. A programação vai até dezembro e, depois de 'O Santo Espantalho', a próxima leitura será da peça 'A filha do teatro', de Luís Augusto da Veiga Reis, no dia 1º de outubro.

Ciclo de Leituras Dramáticas estreou, no último dia 17 de setembro, com a interpretação de 'Pierrot', de Paschoal Carlos Magno. O elenco foi formado somente por servidores e colaboradores da Funarte. O diretor do Centro de Artes Cênicas, Antonio Gilberto, dirigiu a montagem.

Serviço:

Ciclo de leituras dramáticas24 de setembro, terça-feira, às 18h30

O Santo EspantalhoDe Carlos Alberto BitencourtDireção: Luiz Fernando LoboElenco: alunos de escolas de arte dramática e jovens profissionaisParticipação: Clauser Macieski (Funarte)

Texto premiado no Edital do Prêmio Funarte de Dramaturgia 2003 - Teatro Adulto - Região Norte

Local: Sala Funarte Sidney MillerRua da Imprensa, 16 - Térreo - Palácio Gustavo CapanemaCentro - Rio de Janeiro (RJ)(21) 2279 8012

Entrada gratuita

Mais informações para o público: [email protected]