Pedro Mann lança CD "O Mundo mora logo ali", no Espaço Sérgio Porto

O mundo mora logo ali. Este é o nome do CD do baixista, cantor e compositor Pedro Mann, que sai de casa para abraçar o mundo ao colocar pra jogo 13 de suas composições mais queridas neste primeiro trabalho solo, lançamento do selo carioca Bolacha Discos. 

Mas a casa da qual falamos não é a dos pais, de onde já saiu há algum tempo. A zona de conforto, aqui, é a casa dos outros, de diversos artistas e bandas com os quais trabalhou, colaborou e se desenvolveu em 20 anos de trajetória musical. 

Pedro Mann está com 29 anos de idade, mas desde os 08 anos começou a fazer aulas de piano e despertou para a música sob influência do violão clássico da mãe. 

Em 1999, aos 15 anos, a formação clássica dava espaço para os acordes enérgicos do rock. Descobriu o baixo, apaixonando-se pelo instrumento (um Fender que ele comprou na época e usa até hoje), e fundou a banda Inox, com a qual ganhou o festival Mistura Jovem 2002. 

Novas amizades e influências vieram e o leque se abriu para a música instrumental e o Jazz: Pedro Mann é fundador e compositor do Bondesom, banda que montou há 11 anos e que tem o nome inspirado no grupo A Cor do Som (e no caldeirão musical característico do legendário do grupo). O Bondesom tem se destacado no cenário musical carioca e no circuito de jazz e música instrumental da cidade, com apresentações regulares em diversos festivais.  

Com o grupo Pedro já acompanhou artistas consagrados como Geraldo Azevedo, Armandinho e Carlos Malta. E como baixista já se apresentou com Roberta Sá, Forroçacana, Nicolas Krassik, Thaís Gulín, Qinho, João Suplicy, Antonia Adnet, entre outros.  

Em 2007, após o término de um longo relacionamento e também abalado pela morte de seu pai (um homem muito ligado ao uso da palavra, advogado e poeta com um livro publicado), Pedro começou a se dedicar à canção, e de lá pra cá a produção de letras e músicas foi intensa. Hoje ele já contabiliza seis gravações de composições suas feitas por outros artistas. 

E é com parte dessa produção que Pedro Mann se expõe para o mundo em seu primeiro trabalho solo, produzido em parceria com Lucas Reis, onde melodias pop se encontram com arranjos sofisticados e letras confessionais num repertório totalmente autoral e autobiográfico. 

Das faixas do CD, que traz a direção de arte de Antonio Boekel, quatro delas são compostas em parceria: uma com Rodrigo Bittencourt – “Pane no Céu” - e três com Gabriel Pondé – “Temporada”, ”Por Perto”, e a faixa-título “O Mundo Mora Logo Ali”. 

Acompanhado por Ricardo Rito (teclados), André Dantas (guitarra) e Mauricio Chiari (bateria), músicos que também participaram das gravações, Pedro faz o lançamento de O MUNDO MORA LOGO ALI com show no Centro Cultural Sérgio Porto na próxima 5ª-feira, dia 08 de agosto, às 21h. 

CENTRO CULTURAL SÉRGIO PORTO

Quinta-feira, dia 08 de agosto, às 21hs

ENDEREÇO Rua Visconde Silva s/n - Humaitá

PREÇOS : 20 inteira/ 10 meia (estudantes e moradores da cidade do Rio)

BILHETERIA/ TEL INFO: 21 2266 0896

Classificação: 16 anos