Ato chama a atenção para a falta de políticas culturais para artes públicas

Diversos grupos e artistas cariocas que têm a rua como palco farão um ato nesta quarta, dia 27 de março, a partir das 10 horas, na Cinelândia. Não por acaso, nesta data é comemorado o Dia Nacional do Teatro e do Circo. 

Intitulado "Enquanto seu lobo não vem", a manifestação contará com cortejos, esquetes, leitura de cordel e apresentações de artistas e grupos durante toda a manhã. O objetivo é chamar a atenção da população e das autoridades para as artes públicas - diversidade de expressões artísticas e culturais que fazem parte do cenário urbano de diferentes cidades do mundo e que tem forte presença no Rio de Janeiro. 

Os artistas cariocas reivindicam políticas públicas para o setor que, embora levem arte de forma gratuita e democrática para a população, não se enquadra nas atuais políticas culturais. Eles aguardam ainda a resposta da Prefeitura do Rio de Janeiro para a implementação do "Projeto Arte Pública, uma política em construção" - já aprovado, mas ainda sem data para liberação da verba prevista para sua execução. 

O projeto prevê programação gratuita permanente em quatro praças públicas da cidade, transformando-as verdadeiros centros culturais ao ar livre. São elas: Largo do Machado, Praça Saens Peña, Praça Tiradentes e Praça Harmonia. 

Para a manifestação, estão confirmadas as presenças dos grupos Tá Na Rua, Cia Mystérios e Novidades, Off-Sina, Escola Livre de Palhaços, Boa Praça, Teatro de Dionyses, Teatro em Cordel, Gerusa Perna Fina, Denis Estatua Viva, Boneca Lilica, Jeff Bonfin, Realejo de Pascal Maurice, Banda Os Siderais e Orquestra Voadora. O mestre de cerimônias do evento será o diretor Amir Haddad.