Pais de alunos querem processar Charlie Sheen por incitar violência

Astro pediu a seus seguidores no Twitter para jogar esterco e ovos podres em escola

Um grupo de pais de alunos da escola Viewpoint, em Los Angeles, quer processar Charlie Sheen por ter incitado pessoas a praticar violência contra a instituição de ensino. De acordo com o site TMZ, uma reunião em caráter emergencial ocorreu na última quinta-feira (14) para discutir o assunto.

O motivo para a indignação foi que, na quarta (13), Sheen publicou um post em sua página no Twitter convocando seus mais de 9 milhões de seguidores a atacar a escola onde sua filha Sam estudava até maio do ano passado. A justificativa para o texto - no qual o ator pede às pessoas para jogar no local ovos podres, esterco de cachorro ou rolos de papel higiênico - é que a instituição teria ignorado reclamações da garota, que alegava sofrer bullying de seus colegas.

Mas a "convocação" de Sheen, que mais soou como uma piada relacionada a um assunto sério, foi aceita como uma ameaça de verdade por alguns pais de alunos. Para eles, a qualquer momento os fãs do ator podem surgir e atacar a escola, principalmente devido ao histórico do astro.

A justificativa para esse pensamento é que Sheen já teria demonstrado diversas vezes ser uma ameaça e uma pessoa violenta - citando episódios como o suposto tiro que ele teria dado na ex Kelly Preston e no recente episódio em que amarrou uma prostituta na cama de seu quarto de hotel.

No texto, o ator escreveu, entre outras coisas: "eu os estimulo a realmente levar essas porcarias para causar danos extremos naquele campus comandado por trolls e charlatães. Façam-me ter orgulho. Não toleraremos esse nível de desrespeito contra nossas crianças".