Dolabella terá de pagar R$ 40 mil à camareira que agrediu

Advogado do ator pretende recorrer da decisão judicial

A 11ª Câmara Cível do Rio reformou, por unanimidade, a sentença que julgara improcedente o pedido da condenação e o ator Dado Dolabella terá de pagar R$ 40 mil de indenização à camareira Esmeralda de Souza Honório. Esmeralda acusa Dolabella de tê-la agredido durante uma briga dele com a então namorada Luana Piovani, em uma boate, no Rio, em 2008.

Na decisão anterior, em 1ª instância, a juíza defendeu a inocência de dado sob a alegação de que "em briga de marido e mulher ninguém mete a colher". A desembargadora Myriam Medeiros da Fonseca Costa, relatora da apelação, porém, não  teve o mesmo entendimento.

O advogado de Dolabella, Marco Aurélio Assef, pretende recorrer da decisão judicial.  Para ele, é um grande negócio ser empurrada, se machucar e ganhar R$ 40 mil. Na época ,l ator teria oferecido R$ 5 mil a Esmeralda, “mas ela preferiu recorrer e ganhou”.

 A causa da nova decisão foi ganha pelos advogados Marcelo Salomão e Maria José Arruda de Almeida.