Madonna faz último show no país

A passagem da cantora Madonna pelo Brasil está quase no fim. Após se apresentar no Rio de Janeiro, no dia 2 de dezembro, e em São Paulo, nos dias 4 e 5, ela ainda tem um show restante no país: Porto Alegre, neste domingo (9).

Ao todo, 2.100.000 fãs devem curtir os shows da diva do pop até o final da turnê na América do Sul. A turnê MDNA levou Madonna para 18 cidades que ela nunca tinha visitado antes, e tem números assombrosos.

Na América do Sul, foram necessários 36 caminhões para levar toda a estrutura de produção. Só nos Estados Unidos, Madonna e sua trupe rodaram 26.763 quilômetros. O palco, por sua vez, pesa 374 toneladas; 24 guitarras são usadas por ela e pela banda a cada show; 90 caixas de som ficam penduradas no palco. Madonna alterna quatro microfones customizados durante o show: em ouro, prata, cromo e na cor preta.

Curiosidades e números

Durante a música Express Yourself, nove percussionistas "levitam" pelo palco e outros nove ficam no chão. Há três fisioterapeutas de plantão para atender os 22 dançarinos (entre eles, Brahim Zaibat, de 25 anos, namorado da cantora).

O filho da Madonna, Rocco, participa da turnê. No palco, os artistas dividem 700 peças de roupa, e entre uma apresentação e outra, curtem uma saladinha: 16 tipos de molho de salada diferentes são pedidos pela turnê para o jantar da equipe. E haja saúde: até agora, 410 frascos de aspirina foram usados pelas 130 pessoas da equipe da turnê.

Camarim

Madonna traz sua própria mobília e cortinas para seu camarim, que devem ser inteiramente acarpetados. Ele deve conter pelo menos um acesso particular a um chuveiro, banheiro e lavatório, e espaço para pelo menos 10 pessoas.

Ao lado, uma sala menor funciona como brinquedoteca. O camarim também conta com uma linha de telefone e internet, e a produção local é responsável por disponibilizar sete mesas com toalhas pretas, um espelho de corpo inteiro, duas escrivaninhas de escritório, duas cadeiras de escritório e dois purificadores de ar.