Grupo punk feminino é culpado de vandalismo na Rússia

Meninas do Pussy Riot fizeram protesto contra Vladimir Putin e foram condenadas hoje

As três mulheres que formam a banda Pussy Riot, banda punk russa, foram julgadas culpadas por vandalismo motivado por ódio religioso, após um protesto em uma catedral de Moscou.

A juíza Marina Syrova disse que as ações das três mulheres " causaram distúrbios na ordem social".Na ocasião do protesto, as mulheres disseram que o ato era um protesto contra o apoio do presidente russo, Vladimir Putin, à Igreja Ortodoxa Russa.Advogados estão buscando uma sentença de até três anos de prisão. O veredito ainda está sendo lido em Moscou.