Pai de Amy diz que teve ataque ao reler biografia da cantora 

Nesta segunda-feira (23), quando a morte de Amy Winehouse completa um ano, o pai da cantora contou à BBC o quão difícil foi relembrar a vida da britânica na biografia Amy, Minha Filha.

"Quando eu tive que reler para editar os erros do livro, tive um pequeno ataque. Achei muito pior ler novamente", revelou Mitch Winehouse, que hoje administra a Fundação Amy Winehouse, que tem como objetivo apoiar jovens viciados em drogas ou com problemas financeiros.

"Esse é poder do positivismo. Olhe tudo o que já conseguimos em menos de um ano. Mesmo após nove meses desde que criamos a Fundação, Amy tem feito sua magia no Céu e graças a isso estamos conseguindo fazer o que queremos", comemorou o pai de Amy.