Renato e seus Blue Caps fazem show no Dia do Rock

No dia mundial do Rock, Renato e seus Blue Caps se apresentam na Nova Caiçara Show, em São Gonçalo. Os músicos fazem apresentação única em ritmo de Jovem Guarda e prometem um show inesquecível, tocando músicas como “Menina linda”, “Não te esquecerei” e “A primeira lágrima”. Fernando Borges e Lara Klaus abrem a noite com os melhores hits do flash back. A partir das 22h.  

Grupo musical há mais tempo na ativa no Brasil, Renato e seus Blue Caps são diversão certa. O “embrião” do conjunto são os três irmãos da família Barros: Renato, Paulo Cezar e Edson (Ed Wilson).

No final dos anos 50, influenciados pelo gosto musical da família, e pelo Rock'n Roll de Elvis Presley, Little Richard e Bill Halley, começaram a carreira fazendo mímica das músicas de sucesso na rádio. Em 1960, gravaram o primeiro disco (Ciclone). No ano seguinte, gravaram com Tony Billy.

Após uma participação no Programa do Chacrinha, na TV Tupi, foram contratados pela Copacabana, onde lançaram dois álbuns de 78 rotações e dois LPs, em 1962 (Twist) e 1963.

Em 62, Erasmo Carlos assumiu o posto de crooner do conjunto. Um ano mais tarde, Renato e Seus Blue Caps teve o primeiro vínculo com a CBS. O grupo acompanhou Roberto Carlos nas gravações de “Splish Splash” e “Parei na contra-mão”.

Em 64, graças à insistência de Roberto Carlos e Rossini Pinto, o grupo é contratado pela CBS, lançando um compacto duplo. A essa altura, Renato e Seus Blue Caps já era bastante conhecido no Rio de Janeiro, devido aos programas de TV e apresentações em rádios.

Atualmente com 42 anos de carreira ininterruptos, o conjunto está prestes a entrar para o Guiness Book, como o mais antigo do planeta em atividade.

Uma prova de que Renato e Seus Blue Caps estão mais do que vivos na “Era Digital”, o constante lançamento de seus discos e coletâneas em CD, mostrando que a música do grupo sobreviveu ao tempo, atravessou gerações, e se mantém viva, alegre e espontânea.

 Em 1960, gravaram o primeiro disco (Ciclone). No ano seguinte, gravaram com Tony Billy. Após uma participação no Programa do Chacrinha, na TV Tupi, foram contratados pela Copacabana, onde lançaram dois álbuns de 78 rotações e dois LPs, em 1962 e 1963.

Em 62, Erasmo Carlos assumiu o posto de crooner do conjunto. Um ano mais tarde, Renato e Seus Blue Caps teve o primeiro vínculo com a CBS. O grupo acompanhou Roberto Carlos nas gravações de “Splish Splash” e “Parei na contra-mão”.

Em 64, graças à insistência de Roberto Carlos e Rossini Pinto, o grupo é contratado pela CBS, lançando um compacto duplo. A essa altura, Renato e Seus Blue Caps já era bastante conhecido no Rio de Janeiro, devido aos programas de TV e apresentações em rádios.

Atualmente com 42 anos de carreira ininterruptos, o conjunto está prestes a entrar para o Guiness Book, como o mais antigo do planeta em atividade.

Uma prova de que Renato e Seus Blue Caps estão mais do que vivos na “Era Digital”, o constante lançamento de seus discos e coletâneas em CD, mostrando que a música do grupo sobreviveu ao tempo, atravessou gerações, e se mantém viva, alegre e espontânea.