Morre no Rio, aos 79 anos, o cineasta Paulo Cezar Saraceni 

Morreu no início da tarde deste sábado (14), no Rio de Janeiro, o diretor de cinema e roteirista Paulo Cezar Saraceni. Ele estava internado desde outubro no Hospital Federal da Lagoa, na Zona Sul da cidade e, de acordo com a assessoria do Ministério da Saúde, morreu de falência múltipla dos órgãos. Saraceni tinha 79 anos e já havia sofrido um acidente vascular cerebral (AVC).

O cineasta foi um dos fundadores do Cinema Novo, ao lado de Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos e Cacá Diegues, entre outros. Saraceni estreou no cinema em 1959, com o curta-metragem Arraial do Cabo. O primeiro longa viria em 1962, com Porto das caixas. Em 1968, lançou Capitu, versão para o clássico Dom Casmurro, do escritor Machado de Assis.