"Risco de morte caiu pela metade", afirma médico de Wando

A equipe médica que cuida da saúde do cantor Wando disse nesta sexta-feira (3) que o risco de morte do artista está diminuindo. "Apesar do estado de saúde dele ser ainda muito grave, o risco de morte caiu pela metade", afirmou Hebert Miotto, coordenador do Biocor Insituto, de Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais.

Miotto afirmou ainda que Wando passou por uma traqueostomia - um procedimento feito através de corte na traqueia - para auxiliar na respiração e preservar a voz do cantor, evitando assim que ele tenha problemas no futuro. O médico disse ainda que o artista deverá sair do Centro de Tratamento Intensivo em uma semana caso ele mantenha o ritmo de melhora.

"Apesar dele ter melhorado, há ainda a possibilidade de algumas complicações, como renais respiratórias e cardíacas", continuou.

O médico disse que Wando deu entrada com choque cardiogênico, na sexta-feira passada. O risco de mortalidade nesse tipo de caso é de 80%. A chance do cantor se recuperar completamente varia entre 4 e 5 numa escala de zero a dez, de acordo com a equipe médica.

Apoio

Na última quinta-feira (2), a cantora Claudia Leitte enviou flores ao cantor no hospital. Eles já haviam gravado uma música durante um projeto especial.

Nesta sexta, a esposa retornou uma ligação de Jair Rodrigues, que gravou uma música de autoria de Wando. Ele vai dedicar seu próximo show, neste fim de semana, ao cantor internado.

Uma banca de jornal em frente ao Biocor foi pichada: "Wando: paz, saúde e muita calcinha". Assinaram três desconhecidos.