Governo pede providências do Ministério Público sobre suposto estupro no BBB

A Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República encaminhou nesta segunda-feira (16) um pedido para que o Ministério Público do Rio de Janeiro tome "providências cabíveis" sobre a suspeita de estupro dentro da casa do Big Brother Brasil 12, da TV Globo

O ofício elaborado pela pasta tomou como base diversos pedidos de cidadãs brasileiras, informa o comunicado do ministério.

A polêmica sobre a suposta agressão sexual surgiu após a primeira festa da edição do reality show, quando o participante Daniel e a colega de confinamento Monique protagonizaram cenas quentes debaixo do edredom. A suspeita surgiu depois que internautas levantaram a possibilidade de que a sister estaria desacordada enquanto Daniel realizava movimentos na cama.


Leia a nota na íntegra

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) enviou na tarde de hoje, 16, ofício ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro solicitando a tomada de ¿providências cabíveis¿ no caso do episódio do programa Big Brother Brasil (BBB12), levado ao ar pela Rede Globo de Televisão, na madrugada deste domingo, 15.

O ofício foi elaborado com base em demandas encaminhadas por cidadãs de várias cidades brasileiras à Ouvidoria da SPM, pedindo providências.

Paralelamente, a SPM tomou conhecimento que a Polícia Civil do Rio de Janeiro já se mobilizou em torno do caso.