Ex-panicat comenta polêmicas e diz que ganhava R$ 100 mil por mês

A ex-panicat Nicole Bahls deu uma entrevista polêmica na estreia do programaMuito + Galisteu, nesta segunda-feira (9). A morena alfinetou ex-colegas, afirmando outra vez que havia prostituição no meio, e ainda disse que era possível lucrar cerca de R$ 100 mil mensais como assistente de palco do programa Pânico na TV.

A morena disse ter ouvido "muitos comentários" que diziam que Dani Bolina, também ex-panicat, era garota de programa. Apesar disso, Nicole contou que costumava defender a colega, dizendo que o salário era alto. Outra assistente de palco citada durante a entrevista foi Juju Salimeni, com quem Nicole teve um desentendimento público, que resultou no afastamento de ambas do Pânico.

"Fui recebida com frieza e falsidade pela Juju", disse. Sobre os rumores de que Juju era envolvida com magia negra, Nicole disparou: "a verdade é bem mais pesada que isso. Cada um com sua religião, mas sempre fui contra o sacrifício animal. Eu não venderia minha alma em troca da fama".

Babi Rossi também não escapou. A panicat teria se envolvido com o humorista Ceará, segundo Nicole. A morena deixou claro que foi a panicat que paquerou o colega.