"Mixhell só existe por causa do Soulwax", diz Iggor Cavalera

"Só estamos aqui por causa do Soulwax, é tudo culpa deles", disse Iggor Cavalera em conversa após a participação do baterista no show do Death From Above 1979, no início da madrugada deste domingo (4), no UMF, em São Paulo. O Mixhell se apresentou no fim da tarde de sábado, antes do Soulwax.

Questionados sobre as preferências dentre as atrações do festival, Iggor e Laima Leyton, sua mulher e parceira musical, disseram que os belgas são disparados os favoritos, mas que também gostam muito de Major Lazer, o duo formado por Diplo, e New Order - "fiz ele Iggor dançar junto comigo", afirmou Laima sobre o show do grupo. Iggor disse ter achado a apresentação do New Order excelente, bem diferente de outra que ele e Laima viram há dois anos.

Sobre a participação no show dos canadenses do Death From Above 1979, o baterista disse que o convite foi feito pelo baixista Jesse F. Keeler em Toronto, há um mês, quando ele se apresentava com sua banda Cavalera Conspiracy na cidade. Iggor também disse que a parceria não foi anunciada porque a ideia não era "hypar" nada e que foi tudo bem natural.

Iggor Cavalera começou o Mixhell ao lado de Laima em 2004. É natural, portanto, que, após tanto tempo atrás das pickups, o preconceito dos antigos fãs da época do Sepultura tenha sumido. "Ninguém me enche mais o saco, o cara que é macho vai lá e fala na sua cara", declarou.

"Se o cara se dispõe a ir em um clube às 2h ver seu trabalho, ele já está com metade do cérebro disposto a curtir", comentou. "Ele chega lá, vê o set e solta a franga", brincou o ex-baterista do sepultura. Ele tocou bateria durante parte da apresentação do Mixhell no UMF e, garante, é tudo planejado. "Escolhemos as frequências certas para entrar e não ficar ruim", comenta.

Laila disse que, no começo, o marido relutava em tocar bateria no Mixhell por ter visto várias performances de percussionistas junto com DJs nos anos 80 que não ficaram boas. "Mas, do jeito que ele toca, não iria ficar ruim", derrete-se a esposa.

O casal prepara um novo disco do Mixhell. Entre diversas participações especiais, a dupla revelou que haverá colaborações com o DJ Max Bloom, Tyler Pope, do LCD Soundsystem, e o baixista Billy Gould, do Faith No More. "Primeiro nos focávamos no set, depois incorporamos a bateria. O próximo passo são os synths", disse Iggor.