Romance sobre Dom Pedro I ganha Prêmio Planeta de literatura

 O escritor espanhol Javier Moro ganhou este sábado a 60ª edição do Prêmio Planeta (o prêmio literário mais importante da língua espanhola) com seu romance ''El imperio eres tú'', uma crônica minuciosa sobre a vida do imperador Dom Pedro I.

O júri do prêmio, que distribui 601.000 euros para o ganhador, se pronunciou durante banquete para cerca de mil convidados, presidido pelos príncipes de Astúrias, dom Felipe e dona Letizia.

O romance, apresentado na competição com o título de ''El Emperador del fin del mundo'' sob o pseudônimo de Augustín San José, narra a vida de um dos "monarcas mais surpreendentes e pitorescos, um homem que sempre esteve do lado da história, da liberdade, em uma época de monarquias absolutistas", disse Moro, de 57 anos, sobrinho e colaborador do escritor francês Dominique Lapierre.

"Se hoje o Brasil é um país grande, unido, foi graças àquele rei" (sic), afirmou.

Madrilense, filho de mãe francesa, Moro viajou por meio mundo e colaborou como jornalista ''freelance'' com importantes meios de comunicação de língua hispânica e também no meio audiovisual, produzindo e roteirizando o filme ''Valentina'' (1982), baseado no romance ''Crónica del Alba'', de Ramón J. Sénder.

"Em imperio eres tú'' superou 484 originais recebidos, dos quais dez foram finalistas, explicou o secretário do júri, Carlos Pujol.

Estiveram presentes à 60ª edição do prêmio, entre outros, a ministra da Cultura espanhola, Ángeles González-Sinde, o presidente do governo autônomo catalão (la Generalitat), Artur Mas, e o prefeito de Barcelona, Xavier Trias.