ABL debate o papel cultural das feiras de Caruaru e de São Cristóvão

Sob coordenação geral do Presidente da ABL, Acadêmico Marcos Vinicios Vilaça e coordenação do Acadêmico Marco Maciel, o Seminário "Brasil, brasis", da Academia Brasileira de Letras, reunirá, como palestrantes,  os jornalistas Ivanildo Sampaio, pernambucano, e José Nêumanne Pinto, paraibano, e a  historiadora Sylvia Nemer,   no Teatro R. Magalhães Jr.,  sede da Academia, na Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro. 

Reconhecidas pelo poder público como Patrimônios Culturais Imateriais, as feiras de Caruaru, em Pernambuco, e de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, bem características  dessas  expressões  econômicas  e culturais – as  feiras livres - que nasceram de forma espontânea, tornaram-se objetos de laboratório para estudiosos , submetidas a muitas interrogações  sociológicas , e acabaram por se  transformar em  espaços  de espantoso  alcance e importância  na vida social  pernambucana  e carioca. 

"O Seminário "Brasil, brasis" tem trazido à esta Academia Brasileira de Letras várias manifestações históricas e artísticas.  No caso de Caruaru, basta lembrar expressões culturais como o baião, o xaxado, o movimento armorial, de Ariano Suassuna, Mestre Vitalino, Luiz Gonzaga, Câmara Cascudo, as bandas de pífanos, sua presença  no Nordeste e a forma como se estenderam   para todo o Brasil, com adaptações como as que se encontram em São Cristóvão, para percebermos a importância desse debate"  afirma o  Presidente Marcos Vinicios Vilaça.

O evento acontece no dia 25 de agosto, às 17h30 e a entrada será franca.