Rapper Mano Brown é abordado por "atitude suspeita" em SP

O rapper Mano Brown foi abordado nesta sexta-feira por policiais militares enquanto passava sobre a passarela do aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo. Segundo a PM, ele foi revistado por "atitude suspeita".

De acordo com o capitão Robson Duque, que participou da abordagem, ele reagiu dizendo que a ação teria motivo racista. "Eu falei que ele tinha o direito de saber qual o motivo, mas ele disse que era 'o motivo de sempre', porque ele era 'preto'", disse o policial.

Ainda de acordo com o PM, o rapper vestia uma jaqueta fechada em um dia quente e próximo do meio-dia, o que teria provocado a suspeita. Os policiais não o reconheceram num primeiro momento, mas pessoas que passavam pelo local chamaram o líder dos Racionais MC's pelo nome artístico.

O capitão afirmou que a passarela de Congonhas, que passa sobre a avenida 23 de Maio, enfrenta um problema de assaltos, o que motivou um reforço no policiamento do local. Mano Brown e a banda Racionais MC's são conhecidos por suas letras que criticam a sociedade e, em especial, a polícia.

Notoriamente avessos a entrevistas, ninguém ligado ao grupo Racionais MC's foi encontrado para comentar.