Theatro Municipal do Rio tem Orquestra Sinfônica a um real no domingo

A Orquestra Mariuccia Iacovino, regida pelo maestro Luís Maurício Carneiro, depois de participar da programação  de aniversário da casa, retorna para uma nova  apresentação no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, vinculado à Secretaria de Estado de Cultura, no dia 14 de agosto, com ingressos a R$ 1,00.

O repertório do dia 14 de setembro inclui peças de Tchaikovsky, Moreno Tarroba; Bellini; Lehar; Vivaldi; Leornard Bernstein; Baden Powell/L.M.Carneiro e L.M.Carneiro. Como solistas, a soprano brasileira-cubana, Angelica De La Riva  e o violonista colombiano Nilko Andreas Garin.

Fundada em 1998, a Orquestra reúne cerca de 80 integrantes, originados de diversas camadas sociais, principalmente aquelas menos favorecidas, com participantes  inseridos na faixa etária dos 11 aos 18 anos.

Durante todos os anos de existência, a Orquestra vem sendo considerada uma iniciativa inédita, não só no Estado do Rio de Janeiro, mas no Brasil e na América do Sul, sendo a primeira orquestra  brasileira a fazer parte do projeto venezuelano “El Sistema” da FESNOJIV (Fundacion del Estado para el Sistema Nacional de las Orquestas Juveniles e Infatiles de Venezuela) que mantém um intercâmbio de professores e alunos, o que denota o reconhecimento internacional de que goza esta iniciativa. 

Com extensa temporada de concertos, realizados periodicamente no Teatro Municipal Trianon, de Campos, Rio de Janeiro, a Orquestra realizou diversas turnês por diversas cidades brasileiras e da América Latina. A Orquestra conta com um vasto repertório de música brasileira.

Em 2010 a Orquestra fez sua Turnê Internacional pela Bolívia, participando do “8º Festival Del Sol” nas cidades de La Paz e El Alto. Em 2011 a Orquestra abriu as comemorações dos 102 anos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e se apresentou em concertos exclusivos para o maestro Gustavo Dudamel e José Antonio Abreu.

O regente Luís Maurício Carneiro, natural de Campos dos Goytacazes-RJ, é bacharel em Piano pelo Conservatório Brasileiro de Música – RJ. Em 1997, integrou a Orquestra Sinfônica Ibero-Americana por ocasião da “VII Cumbre Iberoamericana de Jefes de Estado y Gobierno”, participando de diversos concertos na Venezuela e retornando a este país novamente em Fevereiro/1998, com a finalidade de se aprofundar na implantação e desenvolvimento do “Sistema de Orquestras Infantis e Juvenis da Venezuela”,  bem como no conhecimento de suas bases filosóficas, pedagógicas e práticas. 

Programa:

Tchaikovsky – Sinfonia nº4 em fá menor Opus 36

Moreno  Tarroba – La Marchenera

Bellini – Qui la voce sua soave

Lehar – Meine Lippen, sie kussen so heiss

Vivaldi – Concerto para violão e orquestra em ré maior RV. 93 – ‘Largo’

Bernstein – Mambo

Baden Powell/L.M.Carneiro – Berimbau

L.M.Carneiro – Festa no Nordeste

A.Filho/L.M.Carneiro – Cidade Maravilhosa

 

Solistas:

Angelica De La Riva, soprano

Nilko Andreas Garin, violão

 

Regente: Luís Maurício Carneiro