Sem luto, frequentadores de pub favorito de Amy falam sobre ela

No pub preferido de Amy Winehouse, nada de luto ou clima pesado pela morte da cantora. Assim como em todas as noites de sábado, o The Hawley Arms, no bairro de Camden Town, está lotado, com música alta e muita movimentação. "Estamos com programação normal para hoje, apesar de lamentarmos muito a morte Amy", disse um dos seguranças na porta do pub. "Ela ainda vinha aqui com grande frequência e todos nós vamos sentir muito a falta dela", completou.

O Hawley Arms é um dos bares mais famosos da agitada região de Camden Town, justamente por causa da cantora britânica. "Se você estiver brincando de esconde-esconde com a Amy Winehouse, existe uma regra básica: olhe primeiro no Hawley Arms", escreveu Richard Osley, repórter do jornal The Independent. A artista tinha, inclusive, uma área privativa no segundo andar do bar. No entanto, mesmo com o espaço reservado, ela não deixava de conversar com fãs e funcionários e sempre respondia aos chamados de seus admiradores.

"Encontrei com a Amy aqui várias vezes e ela sempre parava para conversar, falava sobre o que ela estava ouvindo, discutia música com todo mundo, sem nenhuma vergonha ou soberba", disse a britânica Mary Galaher, na calçada do Hawley Arms. "Meus amigos e eu viemos aqui essa noite especialmente para celebrar a Amy. É nossa homenagem a ela, que foi uma grande cantora e uma mulher muito gentil", disse.

Galaher, que também mora em Camden, garantiu que apesar de todos os escândalos e o envolvimento com drogas pesadas, Amy Winehouse era um símbolo do bairro no norte de Londres. "Ela era a cara dessa região e, por isso, era muito querida por todos. Estamos chorando por ela, mas a melhor forma de celebrar todo o seu trabalho é estar aqui, tendo um momento alegre ao lado dos amigos", afirmou.

A londrina ainda disse que "por causa de tudo que era publicado na imprensa, as pessoas ficaram com uma imagem bastante negativa da Amy. Mas, é preciso lembrar que ela era uma pessoa adorável, extremamente simpática com todos e uma artista fora de série. E, para mim, isso é o que importa".