Lindsay Lohan alega não poder pagar tratamento psicológico

Nesta quinta-feira, a advogada de Lindsay Lohan afirmou à juiza que a atriz não pode pagar pelo tratamento psiciológico exigido pela corte. Ela está em condicional desde o fim do período de prisão domiciliar, em junho. As informações são da People.

Shawn Chapman Holley disse perante a corte que ela não pode arcar com os gastos por "problemas financeiros". O fato não comoveu a juíza Sthepanie Sautner, que pediu 21 dias para atriz provar o que está alegando. "Se ela não tem meios, ela terá que encontrar alguém que a ajude", afirmou.

Além disso, a atriz alega que não pode participar de sessões em grupo em uma clínica privada, porque os paparazzi iriam atrapalhar os resultados do trabalho.

A juíza também alertou que Lohan precisa completar todas as horas de trabalho comunitário até o final do ano. A atriz estará em condicional pelos próximo três anos. A próxima audiência é em outubro.

Lindsay Lohan, de 25 anos, cumpriu 35 dias de prisão domiciliar em sua casa em Venice, na Califórnia, pelo roubo de um colar em uma joalheria.