Paola Oliveira sobre início do namoro: "não havia nada de errado"

A atriz Paola Oliveira, a Marina de Insensato Coração, é a estrela da capa da edição de julho da revista Claudia. Na entrevista, ela falou sobre seu relacionamento com Joaquim Lopes, que teve um casamento relâmpago com a também atriz Thais Fersoza e logo engatou um romance com Paola. Em 2009, quando assumiu o namoro, ela foi acusada de ser pivô da separação.

"Já sabia que seria daquele jeito. Mas não havia nada de errado, nada que ferisse minha personalidade e meu caráter. Então, por que não fazer a escolha de ficar junto?", disse.

Paola, que já participou de cinco novelas e cinco filmes em seis anos de carreira, contou que teve que enfrentar a resistência da família para seguir na profissão de atriz, principalmente quando começou a estrelar propagandas. "Ele não entendia muito bem o mundo da publicidade. Perguntava por que, às vezes, eu tinha de viajar, ficar fora três dias, para gravar um comercial de trinta segundos", falou, em referência ao seu pai, o militar aposentado José Everardo.

Ela falou que passou por dificuldades no início para conseguir trabalhos e levou inúmeros "nãos" até o primeiro papel: Giovana, de Belíssima, em 2005. "Decidi que seria minha última tentativa. Estava com 23 anos e pensava em investir na carreira de fisioterapeuta".