Juiz mantém data de estreia de 'Se Beber, Não Case'

 

O tatuador S. Victor Whitmill tentou a qualquer custo adiar a estreia da sequência de Se Beber, Não Case pelo fato de a produção ter copiado o desenho feito por ele no rosto de Mike Tyson no longa. Mas os alvos do processo, os estúdios Warner, se mostraram mais poderosos e venceram o artista, ao menos por enquanto. As informações são do site TMZ.

 

Em comunicado, a gigante dos cinemas anunciou: "nós estamos muito gratos com a decisão da Corte que vai permitir o filme Se Beber, Não Case 2de ser lançado no mundo inteiro na data inicialmente prevista. (O artista) falhou em tentar tirar da Warner Bros um massivo pagamento com acordo, o que foi muito inapropriado e injustificado".

Whitmill exigia o adiamento da estreia do filme, além de indenização, pelo fato de ter registrado os direitos do design da tatuagem há anos. Seu advogado afirmou ter ficado desapontado com o veredicto, mas se disse satisfeito por provar ainda existir a possibilidade de sucesso no caso. "Estamos ansiosos para continuar a reivindicar os direitos de nosso cliente no julgamento, inclusive com uma imposição permanente que impeça o filme de ser distribuido posteriormente", disse.