Piloto de helícoptero do cantor Marrone recebe alta

Almir Carlos Bezerra, de 49 anos, piloto do helicóptero do cantor Marrone, que caiu na última segunda feira, em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, recebeu alta neste sábado.

Mais cedo, o músico havia divulgado a data de retorno aos palcos ao lado de Bruno, com quem faz dupla: sexta-feira (13), em Manaus. Ele se envolveu em um acidente de helicóptero na segunda-feira (2), que caiu na cidade de São José do Rio Preto.

Segundo a assessoria de imprensa dos cantores, Marrone está bem de saúde, mas sente dores no corpo por causa do impacto da queda do helicóptero. Bruno deu continuidade à agenda de shows da dupla e se apresentou na quinta-feira (5) no Villa Country, em São Paulo.

"Pela 2ª vez em 25 anos que canto sem meu parceiro! Obrigado pelo apoio de vocês, amamos muito todos vocês!", escreveu o cantor em seu Twitter após o show.

Acidente aéreo

O helicóptero, modelo AS50, que transportava o cantor sertanejo e mais três membros de sua equipe caiu na tarde de segunda na cidade de São José do Rio Preto (SP). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, por volta das 14h40, o helicóptero (prefixo PT-HMU) teria pousado no aeroporto de Rio Preto para abastecer, e seguiria para Goiás. Na altura do Recinto de Exposições, a aeronave perdeu sustentação e, em queda, chocou-se com uma árvore antes de tocar o chão. As causas do desequilíbrio estão em análise.

De acordo com a assessoria, Marrone comprou o helicóptero justamente porque tem medo de andar de avião e jatinho. Por isso, Bruno e Marrone viajam separados para os shows.