Hebe leva mágoas e manias para novo programa na RedeTV!

Ninguém pode acusar Hebe Camargo de ser infiel. Foram 25 anos de casamento com o SBT de Silvio Santos, em uma relação cheia de altos e baixos como costumam ser esses amores que duram mais do que os cabelos. Por isso, agora que se mudou com seu programa para a RedeTV!, causou certo espanto as queixas tornadas públicas de Hebe em relação ao antigo lar. De que seria maltratada com mudanças de horário sem explicação, com a falta de diálogo e a ausência do cônjuge. Silvio, por sua vez, atravessava um dos piores momentos de sua carreira, ameaçado pela falência de seu banco.

Mas a verdade é que tudo o que foi dito já era conhecido por todos. As mudanças na grade da emissora de Osasco são rotina e as discussões sobre a renovação de contrato da apresentadora não chegaram a lugar algum. Só restava a mudança.

E que não foi tão ruim para a apresentora. A RedeTV! é uma emissora ascendente, com alguns programas de razoável audiência - em especial o Pânico na TV! - e a possibilidade de morder o campeonato brasileiro de futebol da TV Globo, em "imbroglio" que daria uma ótima reportagem de TV.

Já o novo programa, exibido às terças-feiras, a partir das 22h, não é tão novo assim. É a mesma sala de estar na qual a "louruda" recebe há tantas décadas seus ecléticos convidados. Alguns mais efusivamente, como Daniel, que recebeu um longo beijo da apresentadora. Outros representam os velhos - com Martinho da Vila e Lulu Santos - e novos sucessos da música, como o "meteoro da paixão" Luan Santana e o sambista Diogo Nogueira. Não importa a emissora. Hebe não muda seu estilo e sua personalidade marcante, com um controle absoluto do palco, completa desinibição e um traquejo de showbiz adquirido por quem faz isso desde os rádios Zenith e os televisores valvulados.

Uma pena que, com sua saída do SBT, fica suspenso uma das duplas mais originais da tevê brasileira. Durante a entrega de um dos últimos troféus Imprensa, Silvio resmungava com Hebe de que iria largar a televisão e aposentar, enquanto ironizava as queixas da colega apresentadora. Silvio, no papel de perdulário e desprendido, e Hebe, como uma moça deslumbrada em hilário improviso. Esses raros encontros de poucos minutos valem domingos inteiros de tédio em HD. Vão fazer falta.