Marco Lucchesi é eleito para a Academia Brasileira de Letras

A Academia Brasileira de Letras (ABL) elegeu, nesta quinta-feira,, o professor, ensaísta e poeta carioca Marco Lucchesi para a cadeira número 15, em substituição ao Padre Fernando Bastos de Ávila, morto em novembro de 2010. Lucchesi recebeu 34 dos 38 votos possíveis (foram três abstenções e um voto em branco).

Aos 47 anos, ele é o mais novo integrante da ABL.Compareceram à sessão 26 acadêmicos, nove dos quais votarem presencialmente. Houve 27 votos por carta.

A Cadeira Número 15 tem como patrono poeta e teatrólogo Gonçalves Dias, e seu primeiro ocupante foi Olavo Bilac. Além de Bilac e do Padre Ávila, ocuparam a cadeira Amadeu Amaral (1875-1929); Guilherme de Almeida (1890-1969); Odylo Costa, filho (1914-1969); e Dom Marcos Barbosa (1915-1997).

Trajetória

Marco Lucchesi é carioca, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Colégio do Brasil. Formado em História pela UFF, doutor em ciência da literatura pela UFRJ e pós-doutor em filosofia da Renascença na Universidade de Colônia, Alemanha. Pesquisador do CNPq.  Editor da Coordenação Geral de Pesquisa e Editoração da Biblioteca Nacional. Diretor acadêmico do Colégio do Brasil. Professor-Visitante da Universidade de Roma Tor Vergata e da Universidade de Craiova na Romênia.

Entre suas publicações estão: Meridiano celeste & bestiário (Prêmio Alphonsus de Guimarães 2006 da Biblioteca Nacional, finalista do Prêmio Jabuti 2007), A memória de Ulisses (Prêmio UBE João Fagundes de Meneses 2007),  Sphera (Menção Honrosa do Prêmio Jabuti 2004, Prêmio UBE de Poesia Da Costa e Silva 2004 e pré-finalista do Prêmio Portugal Telecom 2004), Poemas reunidos (finalista do Prêmio Jabuti 2002), Os olhos do deserto, Saudades do paraíso, O sorriso do caos, Teatro alquímico (Prêmio Eduardo Frieiro 2000 da Academia Mineira de Letras), Faces da utopia, A paixão do infinito, Bizâncio (Comenda Espatário da Trebizonda, finalista do Prêmio Jabuti 1999). Em italiano, os livros: Poesie (Prêmio Cilento 1999) Lucca dentro (Prêmio da Câmera de Comércio de Lucca),  Hyades e  La gioia del dolor.

“A chegada do escritor Marco Lucchesi constitui uma contribuição das mais valiosas para o quadro da Academia. Jovem e brilhante, certamente será de muita valia para os projetos e propostas que nossa Casa deseja implementar nos próximos anos”, afirmou o Presidente da ABL, Marcos Vinicios Vilaça.